Filipe Cândido admite recorrer aos sub-23 do Belenenses SAD frente ao Benfica

O treinador do Belenenses SAD, Filipe Cândido, admitiu hoje recorrer à equipa de sub-23 para colmatar as ausências confirmadas na equipa para a receção ao Benfica, da 12.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Filipe Cândido admite recorrer aos sub-23 do Belenenses SAD frente ao Benfica

Filipe Cândido admite recorrer aos sub-23 do Belenenses SAD frente ao Benfica

O treinador do Belenenses SAD, Filipe Cândido, admitiu hoje recorrer à equipa de sub-23 para colmatar as ausências confirmadas na equipa para a receção ao Benfica, da 12.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“Alguns jogadores foram para as seleções, aliando a lesões que já existiam e uma ou outra que foram acontecendo. Nesta semana, também tivemos alguns percalços. Irão entrar 11 jogadores e outros estarão preparados para o que aí vem. Vamos recorrer a alguns jogadores da equipa de sub-23. Quem sabe se não ganhamos jogadores para o futuro”, disse aos jornalistas, em conferência de imprensa de antevisão ao encontro.

O guarda-redes Luiz Felipe, o médio Afonso Sousa e os avançados Rafael Camacho, Chico Teixeira e Safira estão de fora, por lesão, enquanto os centrocampistas sul-africanos Cafú Phete e Sithole também são ‘baixas’, o primeiro por castigo e o segundo por ter ficado retido no seu país na ida à seleção, na última paragem internacional.

“Iremos tentar encontrar a melhor solução possível dentro dos jogadores disponíveis. O espírito que tentamos incutir desde a primeira hora é que, mais importante que cada jogo que façam, é cada minuto que façam com esta camisola. Esta energia tem de passar sempre de dentro para fora, bem como o sentimento de pertença e orgulho em representar este clube. Quem estiver, vai dar uma boa resposta”, afirmou o treinador.

Filipe Cândido espera “um Benfica fortíssimo”, num jogo que será “complicado e muito difícil”, para além da “motivação e confiança” obtida com os resultados alcançados, mas os ‘azuis’ pretendem “dar uma boa resposta”, sem fugir muito às ideias de jogo.

“[O Benfica] É uma equipa que, quando cria oportunidades de golo, os jogadores têm critério e acertam na baliza. Se concedermos algumas, podem ferir-nos e fazer golos. Vamos tentar também ter oportunidades de golo e não vamos, por iniciativa própria, colocar a equipa atrás. Se formos fortes no processo defensivo, vamos discutir o jogo o melhor que conseguirmos”, sublinhou, querendo contrariar o favoritismo das ‘águias’.

Ciente de que o Belenenses SAD poderá ter “menos tempo a posse [da bola]” e estará “mais em organização defensiva”, Filipe Cândido lembrou que, em 90 minutos, haverá momentos em que estarão a defender e outros a atacar, sem alteração da preparação.

“Tentamos que, coletivamente, possamos estar num dia bom, independentemente das dificuldades que possamos sentir. Essa preparação não pode ser alterada em função do adversário, mas é normal que, estrategicamente, tenhamos mais cuidados”, frisou.

O técnico dos ‘azuis’ expressou que a ansiedade “tem de estar, mas não em excesso, pois pode tirar o rendimento” pretendido: “Desde que tenhamos a atitude certa e os comportamentos que devemos ter, estaremos sempre o mais tranquilos possível”.

O Belenenses SAD, 16.º classificado, com oito pontos, recebe o Benfica, terceiro, com 28, no sábado, a partir das 20:30, no Estádio Nacional, em Oeiras, em partida da 12.ª jornada da I Liga de futebol, com arbitragem de Manuel Mota, da associação de Braga.

 

DYRP // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS