FC Porto sofre até aos 117 minutos mas está nos quartos de final [vídeos]

Alex Telles coloca o FC Porto nos quartos de final da Liga do Campeões, ao converter em golo um castigo máximo assinalado aos 117 minutos.

FC Porto sofre até aos 117 minutos mas está nos quartos de final [vídeos]

Alex Telles coloca o FC Porto nos quartos de final da Liga do Campeões, ao converter em golo um castigo máximo assinalado aos 117 minutos.

O FC está nos quartos de final da Liga dos Campeões depois de, aos 117 minutos, Alex Telles ter convertido uma grande penalidade assinalada após consulta do VAR. O resultado final ficou em 3-1, mas foi necessário recorrer a prolongamento. Os outros golos dos Dragões foram marcados por Soares, aos 26 minutos, e por Marega, aos 52. O tento romano foi conseguido por De Rossi aos37minutos da partida, também através de grande penalidade.

Chuva, vento e 11,4ºC à hora do jogo no Estádio do Dragão [previsão completa aqui]

FC Porto  3-1  AS Roma [4-3]

26′ Golo do FC Porto! Tiquinho Soares!!!

.

27′ De Rossi marca e empata a partida.

.

52′ Marega! Maaaaregaaaaaa! É o 2-1 para o Porto!

.

117′ Alex Telles marca. O FC Porto vence!

.

Equipa de Roma «vai defender o resultado», acredita Sérgio Conceição

Sérgio Conceição conhece bem o campeonato o italiano, por ter jogado vários anos na Serie A. Estava, por isso, ciente da capacidade defensiva da formação transalpina. Por essa razão, esperava o «jogo difícil» que acabou por confirmar-se. «Independentemente dessa forma de pensar das equipas italianas, a Roma tem sofrido golos nos últimos 30 jogos. Temos de estar preparados para um adversário que, em alguns momentos, vai defender o resultado que lhe é favorável. Se for necessário, teremos de aplicar mais poder ofensivo», antevia. Para esse poder ofensivo, o treinador do FC Porto já contou com Marega, algo que valorizou, mas não considerou determinante, embora o avançado tenha marcado o golo que igualou a eliminatória e alevou para prolongamento.

Equipas iniciais e suplentes

O FC Porto alinhou de incício com Casillas, Militão, Felipe, Pepe e Alex Telles; Corona, Danilo, Herrera e Otávio; Soares e Marega. No banco ficaram Vaná, Maxi, Hernâni, Brahimi, Adrián, Fernando Andrade e Óliver Torres. A AS Roma apostou em Olsen, Karsdorp, Manolas, Juan Jesus, Marcano e Kolarov; De Rossi e Nzonzi; Perotti, Dzeko e Zaniolo parao arranque da partida. Os suplentes foramMirante, Cristante, Pellegrini, Schick, Santon, Florenzi e El Shaarawy.

FC Porto com desvantagem de 1-2, mas habituado a bater a AS Roma

Nas últimas duas temporadas, o campeão nacional caiu nos oitavos de final aos pés de Juventus (2016/17) e de Liverpool (2017/18), sendo que, na primeira dessas temporadas, eliminaram precisamente a Roma, no ‘play-off’ de acesso à fase de grupos. Depois de um nulo (0-0) no Dragão, o conjunto então liderado por Nuno Espírito Santo foi ao Estádio Olímpico de Roma vencer por 3-0, com golos de Felipe, Layún e Corona, num encontro no qual os giallorossi viram dois jogadores serem expulsos. De resto, em 1981, o FC Porto, sob o comando do austríaco Hermann Stessl, já tinha eliminado o conjunto romano das provas europeias. Na altura, fê-lo na segunda eliminatória da Taça das Taças. venceu a primeira mão nas Antas, por 2-0, e empatou 0-0 em Roma.

Primeira mão dos oitavos de final [resumo]

LEIA MAIS

Pai irrita-se com a birra da filha e bate na mulher grávida

Pizzi, Jonas e André Almeida não vão a Zagreb
Liga NOS tem novo líder e mexidas abaixo da linha de água [Jornada completa | vídeos]

Impala Instagram


RELACIONADOS