FC Porto vence Moreirense numa partida de muito bom nível [VÍDEO]

O FC Porto defrontou o Moreirense e venceu por 4-3. Após o 2-2 ao intervalo, o FC Porto conseguiu ser mais forte e segue em frente na Taça de Portugal.

FC Porto vence Moreirense numa partida de muito bom nível [VÍDEO]

FC Porto vence Moreirense numa partida de muito bom nível [VÍDEO]

O FC Porto defrontou o Moreirense e venceu por 4-3. Após o 2-2 ao intervalo, o FC Porto conseguiu ser mais forte e segue em frente na Taça de Portugal.

O FC Porto recebeu o Moreirense FC nos oitavos de final da Taça de Portugal. Tanto Sérgio Conceição como Ivo Vieira fizeram várias alterações nos onzes iniciais.

Do lado dos dragões, Fabiano, Maxi, Octávio, André Pereira e Adrián López entraram na equipa titular. Já na equipa visitante, apenas Mamadou Loum e Heriberto repetiram a titularidade face ao jogo frente ao Chaves.

O jogo começou com o golo do Moreirense. A equipa de Moreira de Cónegos, vencedor da Taça da Liga em 2017, aproveitou da melhor forma um contra-ataque pelo lado esquerdo e, após uma transição de Pedro Nuno, a bola chegou a David Texeira que só teve que encostar perante Fabiano.

A vantagem dos visitantes durou cinco minutos. Felipe respondeu da melhor forma a um canto do lado direito e restabeleceu a igualdade. Três minutos depois, e acabado de entrar na partida para o lugar do lesionado Otávio, Hernâni fuzilou Trigueira e deu a volta ao jogo, colocando a equipa de Sérgio Conceição em vantagem.

Depois de 20 minutos iniciais frenéticos, a partida acalmou e o Moreirense acusou os dois golos sofridos de rajada. Até à passagem da meia hora não existiu qualquer momento de maior perigo e só Marega acabou com o marasmo. O avançado do Mali recebeu um bom passe da esquerda mas atirou por cima da baliza visitante. Dois minutos depois, o cabeceamento de Danilo teve o mesmo destino, em mais um momento de perigo.

Foi já nos descontos da primeira parte que a equipa forasteira voltou marcar. Na cobrança de um livre lateral, a bola é colocada na área dos azuis e brancos por Bruno Silva, com Iago Santos a antecipar-se a Marega e a colocar a igualdade na partida. Um verdadeiro balde de água fria no Dragão que colocou o resultado num empate ao intervalo. Há mais de dois anos e meio que os dragões não sofriam dois golos no primeiro tempo de um jogo oficial. A última vez tinha sido em abril de 2016, num clássico frente ao Sporting CP.

LEIA MAIS: Previsão do tempo para quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Para a segunda parte, o técnico do Moreirense FC  fez duas alterações, promovendo a entrada de Halliche e de Chiquinho.

Logo no início do segundo tempo, Danilo Pereira viu o cartão amarelo por protestos. O médio internacional português pedia, e com razão, grande penalidade após ter sido agarrado na área visitante por Loum.

O Moreirense voltou a assumir uma posição mais defensiva, tentando explorar os contra-ataques e acabou por provar do próprio veneno. Hernâni tem uma corrida a grande velocidade pela direita e passa para Marega que, isolado perante Trigueira, remata para defesa do guardião dos cónegos.

Oito minutos depois, o maliano redimiu-se do falhanço anterior e marcou mesmo. Passe açucarado de Brahimi, que tinha entrado para o lugar de André Pereira, e Marega colocou o FC Porto de novo em vantagem. Foi o quarto jogo seguido a marcar para o avançado dos dragões.

A resposta dos visitantes foi rápida mas pouco eficaz. Chiquinho, jogador que tem estado em destaque no onze xadrez, apareceu em boa zona de finalização mas rematou fraco e à figura de Fabiano.

Já quase nos descontos, Marega surge novamente isolado face a Pedro Trigueira. O avançado africano foi mais forte e conseguiu fazer um chapéu ao guardião português.

Tudo parecia resolvido para os dragões mas o Moreirense não baixou os braços. Heriberto, jogador emprestado pelo SL Benfica, marcou o golo da noite num remate forte fora da área e logo de seguida Texeira quase bisou na partida, mas Fabiano negou o golo do uruguaio.

O apito final chegou pouco depois e, apesar de não ter havido Taça, o Moreirense veio ao Dragão jogar o jogo pelo jogo e sai de cabeça levantada numa excelente exibição e grande partida de futebol.

O árbitro da partida, Carlos Xistra, teve uma falha grave logo no início da segunda parte ao não ver uma grande penalidade cometida sobre Danilo Pereira.

 

Equipas iniciais e substituições:

FC Porto: Fabiano; Maxi, Felipe, Militão, Alex Telles; Otávio (Hernâni, 13′), Danilo (Sérgio Oliveira, 84′), Herrera; André Pereira (Brahimi, 61′), Adrián López e Marega.

Moreirense FC: Trigueira; D’Alberto, Iago Santos, Ivanildo e Bruno Silva; Loum (Alan Schons, 70′), Neto (Chiquinho, 46′) e Patito Rodríguez; David Texeira, Pedro Nuno (Halliche, 46′)e Heriberto.

FC Porto4-3Moreirense FC

Golo de Texeira, aos 8′.
Substituição no FC Porto: Sai Otávio e entra Hernâni, 13.
Golo de Felipe, aos 13′.
Golo de Hernâni, aos 16′.
Golo de Iago Santos, aos 45’+ 1.
Substituição no Moreirense FC: Sai Neto e entra Chiquinho, 46.
Substituição no Moreirense FC: Sai Pedro Nuno e entra Halliche, 46.
Cartão Amarelo a Danilo Pereira, 48′.
Defesa de Trigueira, aos 58.
Substituição no FC Porto: Sai André Pereira e entra Brahimi, 61.
Cartão Amarelo a Mamadou Loum, 65′.
Golo de Marega, aos 66.
Substituição no Moreirense FC: Sai Loum e entra Alan Schons, 70.
Substituição no FC Porto: Sai Danilo e entra Sérgio Oliveira, 78.
Cartão Amarelo a Ivanildo, 84′.
Golo de Marega, aos 89
__
Golo de Heriberto, 90 + 2

 

Texto: Vítor Miguel Gonçalves | WIN

Impala Instagram


RELACIONADOS