Favoritismo luso em grupo sem ‘segredos’ no apuramento para o Mundial2022

Sérvia e República da Irlanda são os adversários com maiores argumentos para contrariar o favoritismo de Portugal no Grupo A de qualificação para o Mundial de futebol de 2022, no qual figuram ainda Luxemburgo e Azerbaijão.

Favoritismo luso em grupo sem 'segredos' no apuramento para o Mundial2022

Favoritismo luso em grupo sem ‘segredos’ no apuramento para o Mundial2022

Sérvia e República da Irlanda são os adversários com maiores argumentos para contrariar o favoritismo de Portugal no Grupo A de qualificação para o Mundial de futebol de 2022, no qual figuram ainda Luxemburgo e Azerbaijão.

A seleção nacional, campeã europeia em título, vai procurar, entre março e novembro de 2021, assegurar a oitava presença numa fase final de um Campeonato do Mundo, a sexta seguida, tendo, para isso, de ultrapassar um agrupamento com poucos ‘segredos’, uma vez que terá pela frente quatro adversários com os quais já se cruzou em fases de apuramento anteriores.

A Sérvia, 30.ª colocada do ranking da FIFA, é mesmo a única que não defrontou Portugal numa qualificação para um Mundial, mas já o fez em três apuramentos para campeonatos da Europa, inclusive no mais recente, de 2020, depois das corridas aos Euro2008 e Euro2016.

O conjunto dos Balcãs, que tem duas participações em Mundiais (2010 e 2018), conseguiu um empate 1-1 no Estádio da Luz, em março de 2019, mas, seis meses volvidos, viria a perder em Belgrado, por 4-2. Em seis duelos, todos oficiais, com os sérvios, Portugal soma três vitórias e cedeu três igualdades.

Sob o comando de Ljubisa Tumbakovic, a Sérvia conta nas suas ‘fileiras’ com jogadores de inegável qualidade, como os ex-benfiquistas Luka Jovic (Real Madrid) ou Andrija Zivkovic (PAOK), além de Aleksandar Kolarov (Inter de Milão), Dusan Tadic (Ajax), Sergej Milinkovic-Savic (Lazio) ou Aleksandar Mitrovic (Fulham).

Quase duas décadas depois, Portugal vai reencontrar a República da Irlanda, 42.ª colocada da hierarquia mundial, numa fase de qualificação para uma fase final. No caminho para o Mundial2002, os irlandeses conseguiram empatar ambos os jogos (1-1) com a seleção nacional, então comandada por António Oliveira.

As duas seleções terminaram no topo do grupo com os mesmos pontos e ‘carimbaram’ o ‘passaporte’ para a Coreia do Sul e Japão. Em contraste com o que tinha sucedido seis anos antes, quando Portugal superou os irlandeses e deixou-os fora do Euro1996, na sequência da vitória por 3-0, no Estádio da Luz, marcada pelo ‘monumental’ chapéu de Rui Costa ao guarda-redes Alan Kelly.

De resto, Portugal e República da Irlanda disputaram apenas quatro encontros oficiais, com uma vitória para cada equipa e dois empates. Há ainda a registar oito particulares, o último em 2014, nos Estados Unidos, com goleada lusa por 5-1, e um jogo para a Taça da Independência, em 1972, no Brasil.

Se os irlandeses têm no currículo três presenças em fases finais de mundiais (1990, 1994 e 2002), Luxemburgo e Azerbaijão nunca tal alcançaram, sendo as duas formações mais frágeis do grupo, saídas dos potes 4 e 5, respetivamente.

Os luxemburgueses (98.º do ranking), que, tal como a Sérvia, também se cruzaram com Portugal na qualificação para o Euro2020, defrontaram Portugal por 17 vezes, com clara vantagem para os portugueses, que venceram 15 duelos, empataram um particular, em 1991, e perderam uma partida de apuramento para o Mundial1962.

Esta será a quinta vez que Portugal e Luxemburgo se cruzam numa fase de apuramento para um Campeonato do Mundo, após 1962, 1990, 2006 e 2014, sendo que nesta última esteve também o Azerbaijão (109.º da hierarquia), que agora reencontra portugueses e luxemburgueses.

Com os azeris, a superioridade portuguesa tem sido manifesta, com cinco triunfos (o primeiro por 7-0, em 2000) e um empate em seis jogos oficiais.

A qualificação europeia para o Mundial2022 decorrerá entre março e novembro de 2021. O vencedor de cada um dos 10 grupos apura-se diretamente para a fase final, enquanto os segundos classificados vão disputar os ‘play-offs’ de apuramento, aos quais se juntarão dois vencedores de grupos da Liga das Nações que não consigam qualificar-se diretamente para a fase final ou para os ‘play-offs’.

Destas 12 equipas presentes nos ‘play-offs’, que serão disputados em março de 2022, sairão os últimos três representantes europeus no Mundial2022.

O Mundial no Qatar decorrerá fora do habitual período entre junho e julho, devido ao forte calor naquele país, com a competição de 2022 a estar prevista para as datas entre 21 de novembro e 18 de dezembro.

MO (RPM) // VR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS