Farense tem de «controlar as emoções» para surpreender o Benfica

O treinador do Farense disse hoje que “controlar as emoções” será um dos aspetos fundamentais para a sua equipa conseguir surpreender o Benfica, na partida da 20.ª jornada da I Liga de futebol marcada para domingo.

Farense tem de «controlar as emoções» para surpreender o Benfica

Farense tem de «controlar as emoções» para surpreender o Benfica

O treinador do Farense disse hoje que “controlar as emoções” será um dos aspetos fundamentais para a sua equipa conseguir surpreender o Benfica, na partida da 20.ª jornada da I Liga de futebol marcada para domingo.

“Temos de jogar como equipa, acima de tudo, jogar como equipa. Perceber que é um jogo especial para todos, para mim, como treinador, para os jogadores”, disse Jorge Costa, questionado, na antevisão do encontro, sobre as ‘armas’ da sua equipa para surpreender na receção aos ‘encarnados’.

“Vamos defrontar um ‘grande’, que respeitamos. Queremos muito, no final, festejar, mas sabemos que, para isso, temos de estar ao nosso melhor a todos os níveis. A nível físico, nível de organização, nível de motivação e, essencialmente, de controlar as emoções”, acrescentou o técnico.

O treinador do Farense salientou que “a parte mais difícil” da análise da equipa técnica que lidera ao Benfica tem sido antecipar o sistema tático utilizado, face às alterações recentes efetuadas por Jorge Jesus, com a opção por três centrais.

“Seguramente, essa tem sido a parte mais difícil para nós, enquanto equipa técnica, a de perceber que Benfica se apresentará aqui em Faro. Em todo o caso, temos a nossa ideia. De uma forma ou de outra – não me parece que possa haver uma terceira forma como o Benfica irá apresentar-se aqui em Faro -, temos de estar preparados para as duas, mas acima de tudo, temos de estar preparados para o que nós, Farense, temos de fazer”, disse Jorge Costa.

Depois de ter vencido o Nacional, na Madeira (3-2), e ter empatado em Guimarães (2-2), resultados que permitiram tirar a equipa algarvia da zona de despromoção, o treinador do Farense elogiou, principalmente, as duas exibições.

“Era importante para nós conseguirmos bons resultados para os níveis de confiança subirem. E acho que, mais do que os dois bons resultados que tivemos nas duas últimas jornadas, foi ver uma equipa mais consistente, mais consciente, a praticar bom futebol, solidária”, salientou.

Questionado se a sua equipa podia tirar partido da sobrecarga de jogos e viagens do Benfica – a partida com os algarvios será entre as duas mãos dos 16 avos da Liga Europa, frente ao Arsenal, ambas jogadas fora do país devido às restrições nos voos entre Portugal e o Reino Unido -, Jorge Costa sublinhou que o Farense também se pode queixar do mesmo.

“Viemos do Funchal e chegámos às 03:00 da manhã. No final do jogo de Guimarães, incompreensivelmente devido ao horário do jogo [21:45], chegámos ao hotel eram 02:00. No dia a seguir, fizemos viagem para Faro e chegámos cá às 20:30. Também nós estamos sobrecarregados com viagens e, mais do que isso, com horários tardios”, declarou.

Face à indisponibilidade de Tomás Tavares (emprestado pelo Benfica) e Alex Pinto (castigado), as duas principais opções para lateral-direito, Jorge Costa assegurou que “há uma solução dentro do plantel”, sem identificar qual, embora o médio Amine já tenha sido utilizado nessa posição com o anterior técnico, Sérgio Vieira.

O Farense, 15.º classificado, com 17 pontos, recebe no domingo o Benfica, quarto com 38, em jogo marcado para as 20:15, no Estádio de São Luís, em Faro, com arbitragem de Hugo Miguel (Lisboa).

LEIA AGORA
Jesus lembra que Benfica ainda não teve grandes penalidades na Liga
Jesus lembra que Benfica ainda não teve grandes penalidades na Liga
O treinador do Benfica, Jorge Jesus, voltou hoje a frisar que a sua equipa é a única entre os primeiros classificados que ainda não beneficiou de uma grande penalidade na I Liga portuguesa de futebol esta época. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS