Farense quer vencer Famalicão para quebrar “injustiça” de ainda estar sem pontuar

O treinador Sérgio Vieira disse hoje que o Farense quer vencer na receção de domingo ao Famalicão, para quebrar a “injustiça” de ainda não ter somado pontos na I Liga portuguesa de futebol, em jogo da quarta jornada.

Farense quer vencer Famalicão para quebrar

Farense quer vencer Famalicão para quebrar “injustiça” de ainda estar sem pontuar

O treinador Sérgio Vieira disse hoje que o Farense quer vencer na receção de domingo ao Famalicão, para quebrar a “injustiça” de ainda não ter somado pontos na I Liga portuguesa de futebol, em jogo da quarta jornada.

“Os pontos que temos neste momento não são os que queríamos. Não é justo. É muito injusto para aquilo que já produzimos não termos pontuado. Mas isto é uma caminhada longa, com muitas jornadas pela frente”, afirmou Sérgio Vieira, na antevisão à partida marcada para o Estádio Algarve.

O técnico dos algarvios, que na jornada anterior foram derrotados pelo Benfica (3-2), mas deixaram boa imagem, garantiu que o grupo “tem muito potencial e está a crescer, a transformar esse potencial em qualidade”, o que tem mostrado “de jogo para jogo e semana a semana”.

“Ainda estamos no início. É muito importante sentir essa evolução, porque nos dá uma expectativa muito grande de que, se no curto espaço de tempo que tivemos já crescemos ao ponto de mostrar o que mostrámos, muita coisa ainda virá, do ponto de vista da qualidade e do potencial deles”, sustentou Sérgio Vieira.

Para o treinador do Farense, mais do que a urgência ou obrigatoriedade de pontuar na receção ao Famalicão está a importância de mostrar qualidade e ser convincente nos processos exibidos.

“Mais do que pontuar, é importante entender como é que pontuamos. Se é por mero acaso ou não. Temos construído processos sólidos e organizados, defensivamente e com bola, e produzido muitas oportunidades em todos os jogos, mas não temos sido felizes”, assegurou.

Sérgio Vieira reforçou que é a forma como o Farense vai conquistar pontos que lhe vai dar sustentabilidade para os jogos seguintes.

“É o que mais desejamos nesta etapa: conquistar pontos de uma forma convincente em relação a todos os momentos do jogo. Queremos ter continuidade nos resultados positivos”, sublinhou.

As duas semanas de pausa, devido aos compromissos das seleções nacionais, serviram, nesse âmbito, para “manter as dinâmicas” habituais e cimentar rotinas, além de terem aproximado do nível exigido os índices físicos de alguns reforços.

Segundo o técnico, o único indisponível para a receção de domingo é o extremo Djalma, que chegou no último dia de mercado de transferências e ainda procura chegar à melhor forma, clínica e fisicamente.

Sobre o Famalicão, que já orientou, então na II Liga, Sérgio Vieira garantiu tratar-se de um clube “que recruta bem e que potencia os seus jogadores, dentro de uma ideia de jogo com muita qualidade”, tendo “crescido muito num curto espaço de tempo”.

Este será o segundo jogo dos algarvios no Estádio Algarve, que na próxima jornada voltará a ser o palco na receção ao Rio Ave, confirmou fonte da SAD à Lusa, uma vez que o relvado do Estádio de São Luís, em Faro, continua em tratamento.

O Farense, 18.º e último classificado, ainda sem pontos, recebe o Famalicão, 11.º, com quatro pontos, no domingo, às 17:30.

EYP // RPC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS