Falta do papel que prova estatuto de treinador pode afastar Klinsmann do banco

O alemão Jürgen Klinsmann, do Hertha de Berlim, está em risco de não poder sentar-se domingo no banco do Hertha Berlim, na receção ao Bayern Munique, por não ter na sua posse a licença de treinador de futebol.

Falta do papel que prova estatuto de treinador pode afastar Klinsmann do banco

Falta do papel que prova estatuto de treinador pode afastar Klinsmann do banco

O alemão Jürgen Klinsmann, do Hertha de Berlim, está em risco de não poder sentar-se domingo no banco do Hertha Berlim, na receção ao Bayern Munique, por não ter na sua posse a licença de treinador de futebol.

A Federação Alemã de Futebol (DFB) está a pressionar o antigo jogador, que também já orientou a seleção germânica, para que este entregue o “precioso” papel que prova o seu estatuto de treinador.

“Em relação a Jürgen Klinsmann, atualmente não temos provas de que ele possui uma licença válida”, afirmou em comunicado a DFB, organismo para o qual o Klinsmann trabalhou entre 2004 e 2006 como selecionador.

O antigo futebolista, campeão mundial em 1990, já minimizou o problema garantindo: “Já enviei as informações necessárias por email para a DFB. A minha casa licença deve estar em algum lugar na gaveta da minha casa na Califórnia, vou encontrá-la”.

O Hertha Berlim e Klinsmann, que também já orientou o Bayern Munique, incorrem em multas, caso não consigam provar que a licença, obtida em 2000, está válida.

Os regulamentos da liga alemã obrigam a que os treinadores das duas principais competições de futebol do país participem regularmente em sessões de formação para manterem as suas licenças.

Klinsmann, que entre 2011 e 2016 orientou a seleção dos Estados Unidos, assumiu o comando técnico do Hertha Berlim em novembro de 2019, depois de uma paragem de quase três anos.

AO // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS