Estoril acolhe em 2021 etapa portuguesa da Taça do Mundo de Carros de Turismo

O autódromo do Estoril vai acolher a etapa portuguesa da Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR), em vez de Vila Real, que vai acolher a prova nos próximos três anos.

Estoril acolhe em 2021 etapa portuguesa da Taça do Mundo de Carros de Turismo

Estoril acolhe em 2021 etapa portuguesa da Taça do Mundo de Carros de Turismo

O autódromo do Estoril vai acolher a etapa portuguesa da Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR), em vez de Vila Real, que vai acolher a prova nos próximos três anos.

Redação, 10 mai 2021 (Lusa) — O autódromo do Estoril vai acolher a etapa portuguesa da Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR), em vez de Vila Real, que vai acolher a prova nos próximos três anos, anunciou hoje a organização do campeonato.

Em comunicado, a Federação Internacional do Automóvel (FIA) anunciou a realização da corrida no circuito cascalense, nas mesmas datas em que estava previsto para Vila Real, em 26 e 27 de junho, dadas as restrições impostas no combate à pandemia de covid-19.

“O Estoril vai ser a nova ‘casa’ do fim de semana português do WTCR em 2021, na sequência das restrições governamentais relativamente a eventos de massas em locais únicos, que devem permanecer em vigor até agosto. Estas restrições, devido à pandemia de covid-19, impossibilitam a realização da prova no circuito citadino de Vila Real, onde o número de espetadores não pode ser controlado”, lê-se no referido comunicado.

A prova de carros de turismo, cujo campeonato conta com o português Tiago Monteiro (Honda), vai ocorrer antes de o Estoril acolher a prova do campeonato de resistência automóvel, em 16 e 17 de julho, as 12 Horas do Estoril.

O responsável pela competição, François Ribeiro, explicou que a “prioridade” passava por manter Portugal no calendário de 2021 do WTCR em Portugal”, agradecendo à FIA e à Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK) os ajustes no calendário.

“Enviamos também os melhores cumprimentos às pessoas de Vila Real, com quem esperamos reencontrar-nos na próxima época, quando começarmos o nosso novo acordo de três anos, graças ao entusiasmo do presidente da Câmara [Rui Santos]”, prosseguiu François Ribeiro.

Igualmente citado no comunicado, o autarca transmontano lamentou o adiamento, desejando os maiores sucessos na prova a disputar no Estoril.

“Infelizmente, pelo segundo ano consecutivo, Vila Real não poderá acolher o WTCR e usufruir do estatuto de capital nacional do desporto motorizado. Isto é particularmente triste para nós, pois estamos a comemorar 90 anos desde as primeiras corridas em Vila Real, em 1931. Mas temos que ser pragmáticos e perceber que, o que torna nosso circuito único, é a proximidade do público, acesso livre, convívio e ambiente, o que não é compatível com a crise mundial de saúde que vivemos”, explicou Rui Santos.

O edil acrescentou ainda que o acordo para as próximas três temporadas, a partir de 2022, só vai ser formalizado após as próximas eleições autárquicas, previstas para setembro, para “não condicionar quem quer que ganhe essas eleições”.

O Estoril vai acolher as terceira e quarta corridas do WTCR, cujo campeonato arranca em Nurburgring, na Alemanha, entre 03 e 05 de junho, e termina em Macau, no Circuito da Guia, entre 19 e 21 de novembro, com as 15.ª e 16.ª corridas.

JP // VR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS