Emerson Royal sofre tentativa de assalto com troca de tiros [vídeo]

Em declarações exclusivas ao Portal de Notícias Impala, Fabiano de Abreu, neurocientista e assessor de Emerson, explica que foram “29 tiros” e que o “assaltante foi o único atingido”.

Emerson Royal sofre tentativa de assalto com troca de tiros [vídeo]

Em declarações exclusivas ao Portal de Notícias Impala, Fabiano de Abreu, neurocientista e assessor de Emerson, explica que foram “29 tiros” e que o “assaltante foi o único atingido”.

Emerson Royal, jogador do Tottenham, sofreu, na manhã desta sexta-feira, uma tentativa de assalto que resultou num tiroteio e correu risco de vida. Tudo aconteceu em Americana, São Paulo, cidade brasileira na qual está a passar férias. “Após sair de um evento, o segurança que o reconheceu, pediu para tirar fotos com ele e disponibilizou-se para levá-lo até ao carro. Foi aí que Emerson sofreu o assalto, com uma arma apontada, em que o ladrão lhe pediu o relógio e outros objetos pessoais”, contou Emerson Zulu, empresário do jogador, que estava presente no momento em que tudo aconteceu.

“Quando o ladrão viu o segurança, só nos lembrámos da troca de tiros e escondemo-nos. Parece que o Emerson puxou-me para me ajudar. Não lembro bem, foi tudo muito rápido e a adrenalina ficou a mil”, acrescentou Zulu. Segundo o empresário, o atleta está bem, porque consegue lidar bem com estas situações devido ao acompanhamento psicológico que tem na equipa, mas está naturalmente chateado com a situação. Em declarações exclusivas ao Portal de Notícias ImpalaFabiano de Abreu, neurocientista e assessor do lateral brasileiro, explica que foram “29 tiros” e que o “assaltante foi o único atingido”.

Empresário convoca reunião com staff de Emerson

Em primeira mão, o mestre em psicologia que trabalha com o psicanalista Lincoln Nunes, revela que foi o empresário do jogador “convocou uma reunião com o staff  para decidir se antecipa a viagem para a Inglaterra e começa a concentração antes dos restantes companheiro do Tottenham”, começa por dizer. “É um método para que o trauma não afete o equilíbrio do jogador para que ele continue com o bom desempenho”, justifica.

Foto: Reprodução Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS