Embaixador da Ucrânia na Turquia condena cânticos dos adeptos do Fenerbhaçe

O embaixador da Ucrânia na Turquia, Vasyl Bodnar, condenou hoje os cânticos entoados pelos adeptos turcos de apoio a Vladimir Putin durante o jogo de futebol entre o Fenerbahçe e o Dinamo Kiev, na noite de quarta-feira em Istambul.

Embaixador da Ucrânia na Turquia condena cânticos dos adeptos do Fenerbhaçe

Embaixador da Ucrânia na Turquia condena cânticos dos adeptos do Fenerbhaçe

O embaixador da Ucrânia na Turquia, Vasyl Bodnar, condenou hoje os cânticos entoados pelos adeptos turcos de apoio a Vladimir Putin durante o jogo de futebol entre o Fenerbahçe e o Dinamo Kiev, na noite de quarta-feira em Istambul.

“O futebol é um jogo justo. O Dinamo Kiev esteve mais forte ontem [quarta-feira] à noite. É muito triste ouvir dos adeptos do Fenerbahçe palavras de apoio ao assassino e ao agressor que bombardeia o nosso país. Estou grato ao povo amigo da Turquia pelo apoio que têm dado à Ucrânia e pelos muitos turcos que condenaram esses cânticos”, escreveu Vasyl Bodnar no Twitter.

O Dinamo Kiev venceu o Fenerbahçe por 2-1, na segunda mão da segunda pré-eliminatória da Liga dos Campeões de futebol, apurando-se para a fase seguinte, depois de ter empatado sem golos na primeira mão em Lodz, na Polónia.

O jornal turco Sozcu procurou justificar a atitude dos adeptos do Fenerbahçe, que gritaram em coro o nome de Vladimir Putin: “Buyalskyi [autor do primeiro golo do Dinamo Kiev] festejou o golo de forma provocadora. Foi vaiado e recebeu cartão amarelo, levando os adeptos a reagirem daquela forma”.

De acordo com a imprensa turca, o treinador do Dinamo Kiev, Mircea Lucescu, recusou-se a comparecer à conferência de imprensa a seguir ao jogo, mas abordou o tema numa curta entrevista televisiva.

“”Tudo funcionou de acordo com os planos que traçámos e vencemos. Não valorizamos a reação dos adeptos turcos, mas lamentamos. Não esperávamos que tal acontecesse. É uma pena”, disse.

Entretanto, o Fenerbahçe emitiu um comunicado a repudiar os acontecimentos, notando que “esses cânticos não representam o clube e não refletem” a sua postura institucional.

“Tomamos sempre o cuidado de consciencializar sobre as questões sociais e humanitárias, tanto no nosso país como no mundo. Contribuímos com ajuda para a Ucrânia, fizemos um amigável com o Shakhtar Donetsk com o lema ‘Futebol pela Paz’ e recebemo-los na Turquia por uns dias. A nossa posição sobre esta questão é clara desde o primeiro dia”, defendeu o clube.

Por seu lado, a UEFA informou, através de uma nota oficial, que vai abrir uma investigação aos incidentes do jogo.

JEC // AMG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS