Dulce Félix quinta classificada na Maratona de Valência

A portuguesa Dulce Félix terminou hoje no quinto lugar a Maratona de Valência, em Espanha, a sete segundos do seu recorde pessoal, numa corrida em que foram batidos os recordes do percurso.

Dulce Félix quinta classificada na Maratona de Valência

Dulce Félix quinta classificada na Maratona de Valência

A portuguesa Dulce Félix terminou hoje no quinto lugar a Maratona de Valência, em Espanha, a sete segundos do seu recorde pessoal, numa corrida em que foram batidos os recordes do percurso.

A atleta do Benfica, que esteve afastada da distância durante mais de dois anos para ser mãe, regressou à maratona, com uma marca de 2:25.22 horas, a sua segunda melhor de sempre, numa corrida que fez de forma cautelosa — passou à meia maratona em 1:12.50.

“À partida de Portugal sabia que tinha de correr de forma cautelosa, pois o meu objetivo era manter-me na Preparação Olímpica e teria de correr para uma marca de 2:28. Por muita experiência que se tenha e apesar de ter obtido uma excelente marca na meia maratona em Lisboa, assustava-me um pouco a reação que o meu corpo poderia ter, pois há muito não corria assim. Durante a corrida nunca controlei em que lugar estava, só sabia que passava por algumas, e só no final percebi que era quinta classificada, com o meu segundo registo de sempre”, disse Dulce Félix.

Feliz pelo resultado conseguido, Dulce Félix quer agora aproveitar o momento para desfrutar do excelente resultado no regresso a esta distância.

“Ainda não estabelecemos objetivos para os Campeonatos do Mundo, se irei aos 10.000 metros ou maratona. Agora estou ainda mais concentrada em competir nas provas do meu clube, o Benfica, que me apoiou bastante nos últimos dois anos e agora quero retribuir”, concluiu.

A corrida feminina foi ganha pela etíope Ashete Dido, que cortou a meta em 2:21.13 horas, batendo em mais de três minutos o anterior recorde da prova (2:24.48) e melhorando o seu recorde pessoal (2:23.27).

Dido ultrapassou nos dois últimos quilómetros a queniana Lydia Cheromei, que tinha feito toda a prova na frente, chegando a ter mais de um minuto de vantagem, acabando por terminar em segundo lugar, com 2:22.12. A etíope Tinbit Weldegebril fechou o pódio, com um recorde pessoal de 2:23.37.

O etíope Leul Gebreselassie impôs-se na prova masculina, em 2:04.30 horas, melhorando significativamente o recorde da prova anterior (2:05.15), que pertencia a Sammy Kitwara (que agora ficou em sétimo lugar, em 2:06.20) desde o ano passado.

Subiram ao pódio Elhassan El Abbasi (Barhain), que melhorou o seu recorde pessoal de 2:10.57 para 2:04.42, ficando o terceiro lugar para o queniano Matthew Kisorio (2:04:52, também melhor marca pessoal).

Na prova masculina, estreou-se o português Nuno Lopes, que terminou com uma marca de 2:16.39 horas.

AMYF // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS