Dois ou três regressos prováveis na lista de Fernando Santos para jornada decisiva

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, anuncia hoje a convocatória para os derradeiros e decisivos encontros de qualificação para o Mundial2022, com República da Irlanda e Sérvia, numa lista que pode incluir dois ou três regressos.

Dois ou três regressos prováveis na lista de Fernando Santos para jornada decisiva

Dois ou três regressos prováveis na lista de Fernando Santos para jornada decisiva

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, anuncia hoje a convocatória para os derradeiros e decisivos encontros de qualificação para o Mundial2022, com República da Irlanda e Sérvia, numa lista que pode incluir dois ou três regressos.

Uma das hipóteses é a do ‘napolitano’ Mário Rui, que tem sido titular indiscutível da equipa do atual líder do campeonato italiano e que pode ocupar a provável vaga aberta, devido a lesão, de Raphael Guerreiro, afastado dos relvados desde que foi dispensado dos trabalhos da seleção, no mês passado, devido a problemas físicos, não tendo ainda jogado pelo Borussia Dortmund.

O previsível regresso de Mário Rui, que está afastado das opções de Fernando Santos desde novembro do ano passado, por altura do último jogo da Liga das Nações, ganha ainda mais força em função da impossibilidade de Nuno Mendes jogar em Dublin, por castigo, estando apenas disponível para o embate com os sérvios, no estádio da Luz.

É certo que João Cancelo e Diogo Dalot podem jogar no lado esquerdo da defesa, o primeiro tem sido, de resto, utilizado nessa posição com frequência por Pepe Guardiola no Manchester City, mas Fernando Santos nunca foi apologista de adaptações, a não ser em situações de recurso.

Por outro lado, o experiente José Fonte deverá manter um lugar entre o lote de centrais, juntando-se aos titulares Rúben Dias e Pepe, e ao ‘adaptado’ Danilo Pereira, considerado por Santos uma opção muito válida para o eixo defensivo.

O avançado João Félix e o médio Renato Sanches, que falharam as duas últimas convocatórias, também podem reentrar no lote da ‘elite’ nacional, sobretudo o médio do Lille, que tem estado em destaque na sua equipa, além dos portistas Otávio, que ficou fora da dupla jornada com o Qatar e o Luxemburgo por lesão, e Sérgio Oliveira.

Com duas partidas para disputar, Portugal ocupa o segundo lugar do Grupo A de apuramento, com 16 pontos, menos um ponto do que a líder Sérvia, que, ainda assim, tem mais um encontro disputado, pelo que à equipa das ‘quinas’ basta um empate com os irlandeses, em 11 de novembro, em Dublin, para ficar a necessitar apenas de nova igualdade no embate decisivo com os sérvios, agendado para dia 14, no Estádio da Luz.

Portugueses e sérvios são os únicos com possibilidades de se apurarem para a fase final, tendo em conta que Luxemburgo (seis), República da Irlanda (cinco) e Azerbaijão (um) já estão matematicamente afastados.

A fase de grupos da qualificação europeia para o Mundial2022 termina este mês e o vencedor de cada um dos 10 grupos apura-se diretamente para a fase final, enquanto os segundos classificados vão disputar os ‘play-offs’ de apuramento, aos quais se juntarão dois vencedores de grupos da Liga das Nações que não consigam qualificar-se diretamente para a fase final ou para os ‘play-offs’.

Destas 12 equipas presentes nos ‘play-offs’, que serão disputados em março de 2022, sairão os últimos três representantes europeus no próximo Campeonato do Mundo, que vai decorrer no Qatar, entre 21 de novembro e 18 de dezembro de 2022.

JEC/MO/AJC // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS