Depois do Euro2004, António Laranjo vai coordenar candidatura ibérica ao Mundial2030

António Laranjo, antigo diretor do Euro2004, vai ser o coordenador do projeto técnico da candidatura de Portugal e Espanha à organização do campeonato do mundo de futebol de 2030, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Depois do Euro2004, António Laranjo vai coordenar candidatura ibérica ao Mundial2030

Depois do Euro2004, António Laranjo vai coordenar candidatura ibérica ao Mundial2030

António Laranjo, antigo diretor do Euro2004, vai ser o coordenador do projeto técnico da candidatura de Portugal e Espanha à organização do campeonato do mundo de futebol de 2030, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O atual presidente da Infraestruturas de Portugal (IP), depois de ter liderado a Estradas de Portugal, foi administrador das entidades organizadoras do Euro2004 e coordenou o projeto da Cidade do Futebol, em Oeiras.

Licenciado em Engenharia Industrial e mestre em Gestão de Projetos, António Laranjo vai iniciar funções na candidatura ibérica em janeiro de 2022, ficando também responsável pela construção da Fase 3 da Cidade do Futebol.

Além de ter estado na candidatura e na organização do Euro2004, Laranjo foi candidato à presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), em 2012, quando foi derrotado por Mário Figueiredo.

“A FPF é uma instituição de referência. Na última década habituou os portugueses a um desempenho de excelência em todas as suas dimensões — desportiva, técnica, social. Será para mim um enorme orgulho assumir estas funções e poder, assim, dar o meu contributo para o projeto em comum com Espanha, de candidatura ao Mundial2030, e para que a Cidade do Futebol seja um espaço ainda mais completo e funcional, valorizando a FPF e o desporto em geral”, afirmou Laranjo.

Citado pela FPF, Laranjo assumiu a saída da IP, cargo no qual foi reconduzido em 2018, depois de substituir António Ramalho em 2016.

“Não posso, nesta altura, deixar de expressar o enorme privilégio que tem sido liderar a equipa de excelentes profissionais do Grupo Infraestruturas de Portugal, na certeza de que continuarão a enorme e exigente missão de servir o país”, referiu.

O presidente da FPF assumiu o “regozijo” com a contratação de Laranjo, cujas funções vão, além da candidatura ibérica, incidir no “alargamento” da Cidade do Futebol, para a construção do pavilhão destinado ao futsal, das instalações da Portugal Football School e dos novos espaços do Canal 11.

“Sabemos, pelo seu currículo profissional e pelo contributo fundamental que teve na candidatura do Euro2004 e, mais tarde, na construção da Cidade do Futebol e na Casa dos Atletas, que as suas qualidades profissionais e pessoais representam uma enorme mais-valia para a FPF. É assim com enorme satisfação que recebemos o Eng. António Laranjo na família do futebol. Bem-vindo!”, vincou Fernando Gomes.

Também o presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) saudou o novo responsável pela candidatura ibérica.

“A sua experiência anterior, designadamente no Euro2004 que se realizou em Portugal, será essencial para apresentarmos a candidatura conjunta mais forte possível. Damos, por isso, as boas-vindas a António Laranjo na certeza de que trabalharemos juntos para ter sucesso neste projeto chave para as duas federações e nossos respetivos países”, frisou Luis Rubiales.

Além de Portugal e Espanha, manifestaram intenção de receber a 24.ª edição do campeonato do mundo de futebol Marrocos, a candidatura conjunta de Uruguai, Argentina, Paraguai e Chile e as de Roménia, Grécia, Bulgária e Sérvia.

O processo de candidaturas deve ser lançado no segundo trimestre de 2022 e a escolha dos anfitriões deve ocorrer no 74.º congresso da FIFA, em 2024.

JP // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS