Croácia-Portugal: Última ronda para cumprir calendário e tentar ‘apagar’ França

Portugal defronta na terça-feira a Croácia, em Split, num encontro, da sexta e última jornada do Grupo 3 da Liga A da Liga das Nações, para cumprir calendário e tentar ‘apagar’ a imagem deixada frente à França.

Croácia-Portugal: Última ronda para cumprir calendário e tentar 'apagar' França

Croácia-Portugal: Última ronda para cumprir calendário e tentar ‘apagar’ França

Portugal defronta na terça-feira a Croácia, em Split, num encontro, da sexta e última jornada do Grupo 3 da Liga A da Liga das Nações, para cumprir calendário e tentar ‘apagar’ a imagem deixada frente à França.

Depois da derrota (1-0) no sábado, no Estádio da Luz, em Lisboa, diante dos campeões do Mundo, e consequente afastamento das meias-finais, a seleção de Fernando Santos desloca-se ao reduto dos vice-campeões para defrontar uma seleção com ambições de permanecer na Liga A.

O desaire (2-1) sofrido no jogo quinta jornada em Estocolmo impediu os croatas de garantir a permanência entre os melhores e deu nova vida à Suécia, que divide agora o terceiro posto com os comandados de Zlatko Dalic, com três pontos, sendo que o último classificado é despromovido à Liga B.

A situação é tangencialmente favorável aos croatas, cuja vantagem sobre os suecos, que viajam a França, está apenas no maior número de golos marcados (7-13 contra 3-9), pois também tinham batidos em casa os escandinavos por 2-1.

Portugal, ainda detentor do título, totaliza 10 pontos e já sabe que não sairá do segundo lugar, mesmo que iguale os 13 pontos da já apurada França, que tem vantagem no confronto direto, pois tinha empatado a zero na receção à seleção lusa.

A equipa de Fernando Santos só cedeu pontos face aos campeões mundiais de 2018, num trajeto que começou em 05 de setembro, com um 4-1 aos croatas, no Estádio do Dragão, fruto dos golos de João Cancelo, Diogo Jota, João Félix e André Silva, enquanto Petkovic reduziu para os visitantes.

O capitão Cristiano Ronaldo foi o obreiro do segundo triunfo (2-0), ao anotar um ‘bis’, três dias depois, em Estocolmo, na Suécia, antes de se dar o primeiro e único empate (0-0) até ao momento no grupo, no Stade de France, em 11 de outubro.

O regresso aos triunfos (3-0) frente à Suécia, no Estádio José Alvalade, manteve tudo em aberto, mas, no sábado, na Luz, Portugal caiu perante a França, num jogo em que Rui Patrício evitou males maiores, apesar de ter tido culpas no lance do golo apontado por N’Golo Kanté, aos 53 minutos.

Na Croácia, Portugal poderá, tal como aconteceu na goleada no particular com Andorra (7-0), apresentar uma equipa com jogadores menos utilizados, para mostrarem serviço no estádio Poljud, situado na cidade de Split.

A casa do Hajduk Split vai ser o palco do sétimo duelo de sempre entre estas duas seleções, quarto oficial, com Portugal a ter um registo bastante positivo, de seis vitórias, a mais importante nos oitavos de final do Euro2016, e apenas um empate (1-1), que aconteceu na penúltima vez que se encontraram, num particular em 2018, no Estádio Algarve. Nunca jogou em solo croata.

Croácia e Portugal jogam na terça-feira, a partir das 19:45 (hora de Lisboa), no estádio Poljud, em Split, num encontro que será dirigido pelo inglês Michael Oliver.

AJC/MO // PFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS