Covid-19: Irlanda do Norte dispensa selecionador devido a adiamento dos ‘play-offs’

A Federação de Futebol da Irlanda do Norte anunciou hoje a saída do selecionador Michael O’Neill, devido ao adiamento dos jogos dos ‘play-offs’ de apuramento para o Euro2020, que foi reagendado para 2021.

Covid-19: Irlanda do Norte dispensa selecionador devido a adiamento dos 'play-offs'

Covid-19: Irlanda do Norte dispensa selecionador devido a adiamento dos ‘play-offs’

A Federação de Futebol da Irlanda do Norte anunciou hoje a saída do selecionador Michael O’Neill, devido ao adiamento dos jogos dos ‘play-offs’ de apuramento para o Euro2020, que foi reagendado para 2021.

“Depois de reunir-se com as 55 federações por videoconferência, tudo indica que o organismo europeu vai remarcar os jogos dos ‘play-offs’, que decidem as últimas quatro vagas para o Europeu — adiado para o verão de 2021 -, para depois dos primeiros jogos da Liga das Nações, em setembro”, justifica o organismo federativo.

O’Neill, que esteve à frente da seleção da Irlanda do Norte desde 2011, tinha sido chamado para o jogo dos ‘play-offs’ frente à Bósnia-Herzegovia, e, em caso de triunfo, discutiria o lugar no Europeu com o vencedor do confronto entre Eslováquia e República da Irlanda.

“Teria adorado a oportunidade de orientar a Irlanda do Norte nos ‘play-offs’ com a Bósnia-Herzegovina e ter a possibilidade de qualificação para outro grande torneio, mas a situação atual mostra que isso não é possível”, lamentou Michael O’Neill.

Devido à pandemia do novo coronavírus, que parou o desporto a nível mundial, a UEFA adiou a fase final do Europeu para 2021, e os ‘play-offs’ de março para junho, inicialmente, antes de em abril serem novamente adiados, para uma data a definir, admitindo-se outubro ou novembro.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou cerca de 178 mil mortos e infetou mais de 2,5 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 583 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 785 pessoas das 21.982 registadas como infetadas, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

 

RPM // RPC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS