Conceição espera jogo complicado, mesmo com Marítimo abaixo da época passada

Conceição espera jogo complicado, mesmo com Marítimo abaixo da época passada

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, admitiu hoje esperar dificuldades frente ao próximo adversário na I Liga de futebol, o Marítimo, mesmo reconhecendo que os insulares não estão “ao mesmo nível da época passada”.

“O Marítimo é uma equipa de grande qualidade individual. É praticamente a mesma do ano passado, com uma ou outra alteração. Coletivamente, não vou dizer que está ao mesmo nível da época anterior, mas o jogo vai ser difícil na mesma”, explicou.

O técnico dos dragões destacou a “grande qualidade individual” dos insulares e revelou-se desconfiado em relação à má forma dos adversários.

“As equipas com alguma dificuldade na tabela galvanizam-se sempre contra os ‘grandes’. É um jogo historicamente difícil para nós, mas vamos tentar procurar explorar as fragilidades do Marítimo e estar precavidos para os pontos positivos do adversário. Eu desconfio sempre da má forma das equipas”, afirmou, na conferência de imprensa de antevisão da nona jornada da I Liga portuguesa de futebol.

O treinador do FC Porto falou ainda da exigência no campeonato e das dificuldades que todas as equipas estão a sentir.

“Está a ser um início de campeonato mais difícil. O campeão e o vice-campeão não vão acabar com a pontuação tão alta como em anos passados. O campeonato está mais competitivo e é mais difícil conquistar três pontos”, afirmou.

Sérgio Conceição revelou ainda as palavras que dirigiu ao médio Sérgio Oliveira, com quem travou uma conversa logo após o apito final do jogo com Varzim, para a Taça da Liga (4-2 na quarta-feira), no relvado do Estádio do Dragão.

O técnico portista esclareceu que apenas se colocou do lado do jogador, demonstrando confiança nas suas qualidades, após o erro do internacional luso que ditou o segundo golo dos poveiros.

“Nos momentos difíceis gosto de estar sempre com os meus jogadores. Disse (…) que eu confiava nele e que gostava dele. Ele pode confirmar. E dei-lhe um abraço. Durante aquele momento, ele também foi dizendo algumas coisas e estivemos ali numa amena cavaqueira, esquecendo os holofotes”, contou.

Sérgio Conceição frisou que vive o momento “sem pensar nas câmaras ou no que alguém possa estar a pensar” no que ele está a dizer, se está “a rezar o Pai Nosso ou Avé Maria”.

“Isto acontece-me de forma instintiva. Fui ter com ele num momento difícil dele, fui dar-lhe a mão, dizer que são coisas que acontecem, que foi um momento negativo, mas que ele tem o meu apoio. E, repito, disse-lhe que gosto dele… não é fácil, até os meus filhos se queixam que não digo que gosto deles”.

O FC Porto parte hoje, ao final da tarde, para a Madeira, onde no sábado, pelas 18:00 horas, defronta o Marítimo, em encontro da nona jornada da I Liga. Os ‘dragões’ lideram, a par do Sporting de Braga, com 18 pontos, enquanto o Marítimo é 11.º, com 10.

JYA // PFO

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Conceição espera jogo complicado, mesmo com Marítimo abaixo da época passada

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, admitiu hoje esperar dificuldades frente ao próximo adversário na I Liga de futebol, o Marítimo, mesmo reconhecendo que os insulares não estão “ao mesmo nível da época passada”.