César Peixoto confiante na conquista de pontos do Paços de Ferreira no Bessa

O treinador César Peixoto disse hoje que o Paços de Ferreira terá de estar “no mínimo” ao nível do jogo com o Benfica, para somar pontos frente ao “difícil” Boavista, na quinta jornada da I Liga de futebol.

César Peixoto confiante na conquista de pontos do Paços de Ferreira no Bessa

César Peixoto confiante na conquista de pontos do Paços de Ferreira no Bessa

O treinador César Peixoto disse hoje que o Paços de Ferreira terá de estar “no mínimo” ao nível do jogo com o Benfica, para somar pontos frente ao “difícil” Boavista, na quinta jornada da I Liga de futebol.

Na antevisão ao jogo de segunda-feira, no estádio do Bessa, o técnico pacense apontou o foco à conquista de pontos, num caminho que terá de ser feito indo ao encontro da maneira de jogar dos ‘castores’, recuperando uma identidade que a espaços chegou a ver frente ao Benfica, no último jogo, apesar da derrota (3-2).

“Temos de estar no mínimo ao nível do que estivemos no Benfica, mas com mais capacidade para ter bola, para gerir o jogo e fazer aquilo que está mais de acordo com a nossa maneira de jogar”, disse César Peixoto.

O técnico quer o Paços com mais agressividade e reação à perda, mais tempo de posse de bola e chegar com mais gente à frente, acreditando que a semana de trabalho, que balançou entre a frustração da derrota na Luz e os bons indicadores deixados no jogo, lhe transmitiu sinais de confiança.

“Foi uma semana com alguma frustração, mas com algum sentido de conquista. Podemos encarar esta semana de trabalho e este jogo com algum otimismo, apesar de termos de reconhecer que não iniciámos da melhor forma o campeonato. Queremos rapidamente meter uma vitória e tudo rapidamente se vai transformar, vai-se perder a ansiedade e tudo vai voltar ao normal”, sublinhou.

César Peixoto falou de uma equipa com muita qualidade individual e sem limites, num discurso ambicioso antes da visita ao Boavista, a quem deixou elogios.

“O Boavista é uma boa equipa e iniciou bem o campeonato, apesar de no início não poder inscrever jogadores. É muito competitiva em casa, sobretudo, muito organizada, com um treinador experiente e que tem feito sempre bons trabalhos. Tem jogadores rápidos na frente, como o Gorré, o (Salvador) Agra, o Yusupha, se jogar, muito forte nos duelos e rápida nas transições”, referiu.

O técnico pacense disse esperar “muitas dificuldades”, embora confiante na capacidade de discutir os três pontos por parte de uma equipa “que se reforçou bem”.

“Tivemos alguma dificuldade no mercado, e não fomos apenas nós, e por isso tivemos de ser criteriosos. Neste jogo já temos muito mais opções. Preocupava-me não haver competitividade dentro do plantel. Quem chegou tem muita qualidade e vem acrescentar. Fizemos um bom plantel e vamos fazer um bom campeonato”, concluiu.

Na tabela, o Boavista ocupa o 10.º lugar, com seis pontos, enquanto o Paços de Ferreira está em zona de descida, no 17.º e penúltimo lugar, ainda sem pontuar.

As duas equipas defrontam-se no estádio do Bessa, na segunda-feira, às 19:00, num jogo que terá arbitragem de Cláudio Pereira, da associação de Aveiro.

 

CYA // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS