Campeão Liverpool continua irreconhecível e mais longe do ‘top-4’ em Inglaterra

O campeão inglês Liverpool foi hoje derrotado em Anfield Road pelo Chelsea (1-0), num encontro antecipado da 29.ª jornada da primeira liga inglesa de futebol, e permanece no sétimo lugar, mas mais longe do ‘top-4’.

Campeão Liverpool continua irreconhecível e mais longe do 'top-4' em Inglaterra

Campeão Liverpool continua irreconhecível e mais longe do ‘top-4’ em Inglaterra

O campeão inglês Liverpool foi hoje derrotado em Anfield Road pelo Chelsea (1-0), num encontro antecipado da 29.ª jornada da primeira liga inglesa de futebol, e permanece no sétimo lugar, mas mais longe do ‘top-4’.

Esta derrota acaba por ter contornos ainda mais negativos, uma vez que, nunca na sua história, o Liverpool perdeu cinco jogos consecutivos em casa para todas as competições.

O regresso do internacional português Diogo Jota à equipa — foi lançado por Jürgen Klopp aos 62 minutos, após quase três meses de fora por lesão, pouco ou nada acrescentou ao jogo dos ‘reds’, que, apesar de terem sofrido apenas um golo, podiam ter consentido mais.

O avançado germânico Timo Werner (24) introduziu na baliza defendida pelo brasileiro Alisson, mas viu o golo ser-lhe anulado, face a um fora de jogo ‘milimétrico’ descortinado pelo vídeoárbitro (VAR).

A diferença em campo era gritante e o golo acabou mesmo por acontecer, pelos pés do, provavelmente, melhor jogador dos ‘blues, Mason Mount, quando decorria o minuto 42, num lance em que progrediu como quis pela defesa ‘red’, antes de disparar para o fundo das redes.

O duelo de técnicos germânicos entre Klopp e Tuchel acabou por sorrir ao ‘novato’ na Premier League, que, assim, coloca o Chelsea no quarto posto da prova, com 47 pontos, contra os 46 do quinto classificado Everton e 45 do sexto West Ham, enquanto o atual campeão é sétimo, com 43. ‘Hammers’ e ‘toffees’ têm menos um jogo.

Mais cedo, o Tottenham, treinado pelo português José Mourinho, e o Everton foram aos campos dos ‘aflitos’ Fulham e West Bromwich vencer com dificuldades pelo mesmo resultado, também em jogos antecipados.

Em Craven Cottage, os ‘spurs’ não tiveram uma tarefa nada fácil frente ao rival londrino, que hoje contou com o português Ivan Cavaleiro de início, no jogo antecipado da 33.ª ronda.

O único golo da partida foi apontado pelo inglês Dele Alli, assistido pelo coreano Son, aos 19 minutos, uma vantagem tangencial que deixou incerteza no resultado até final, sofrendo ainda um sobressalto, não fosse o golo anulado pelo vídeoárbitro (VAR) ao nigeriano Josh Maja (62), já no segundo tempo, por mão na bola.

A entrada de Sissoko, Lucas Moura e Erik Lamela acabaram por reforçar e segurar o meio-campo dos ‘spurs’, enquanto o guarda-redes Hugo Lloris ia mantendo a baliza ‘fechada’, que permitiu à equipa reforçar o oitavo posto, com 42 pontos, a um do Liverpool.

Os ‘cottagers’ não perdiam há cinco encontros e mantêm-se no 18.º lugar, com 23 pontos, a três do Newcastle, a primeira acima da zona de despromoção.

A outra partida antecipada, mas da 29.ª ronda, terminou com triunfo para os visitantes, graças à cabeçada certeira do brasileiro Richarlison, aos 65 minutos, na sequência de um cruzamento sublime do islandês Sigurdsson.

O internacional brasileiro, companheiro dos lusos João Virgínia e André Gomes, o último titular hoje, anotou o quarto golo consecutivo na prova, suficiente para os ‘toffees’ triunfarem pela terceira vez consecutiva.

Já o West Bromwich, que também vinha de uma série positiva — dois empates e um triunfo, ocupa o 19.º lugar da Premier League, com 17, mais três do que o lanterna vermelha Sheffield United.

O campeonato é liderado de forma isolada pelo Manchester City (65), com mais 14 do que o rival United, segundo classificado.

AJC // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS