Cabo Verde lamenta recusa de vistos por Portugal a atletas para Mundial de andebol

O Instituto do Desporto e da Juventude (IDJ) cabo-verdiano lamentou hoje a recusa de vistos a atletas que iriam participar num estágio em Portugal antes da participação no Mundial de andebol masculino, que acontece em janeiro, no Egito.

Cabo Verde lamenta recusa de vistos por Portugal a atletas para Mundial de andebol

Cabo Verde lamenta recusa de vistos por Portugal a atletas para Mundial de andebol

O Instituto do Desporto e da Juventude (IDJ) cabo-verdiano lamentou hoje a recusa de vistos a atletas que iriam participar num estágio em Portugal antes da participação no Mundial de andebol masculino, que acontece em janeiro, no Egito.

“Na véspera da partida para o estágio em Portugal, dia 30 de outubro de 2020, recebemos a informação de que haviam sido colocados vistos somente a parte da delegação e rejeitado a colocação de vistos aos atletas, que são os mais importantes na preparação e foco de todo o esforço e dedicação do IDJ, I.P. e Federação Cabo-verdiana de Andebol”, escreveu o instituto cabo-verdiano.

O comunicado do IDJ surge na sequência de notícias saídas hoje na imprensa cabo-verdiana a dar conta da recusa de vistos por parte do Centro Comum de Visto (CCV) na Praia, gerido por Portugal, a três dos cinco andebolistas residentes em Cabo Verde.

O IDJ não precisou o número nem os motivos apontados para as recusas, mas mostrou-se “totalmente solidário” com os atletas.

“E a reivindicação dos mesmos é válida e a indignação dos mesmos é a nossa indignação, pois é a concretização de um sonho tanto para os atletas, para o país, para os cabo-verdianos e para o IDJ, I.P. também”, vincou a mesma fonte.

O instituto cabo-verdiano avançou que desde o início fez tudo para uma representação de qualidade da seleção no mundial de andebol pela primeira vez, reconhecendo que na preparação para o estágio de 02 a 08 de novembro, em Portugal, um dos maiores desafios seria a questão de vistos.

Para isso, referiu que foi realizado um encontro com as autoridades portuguesas, junto com o Ministro de Estado, Assuntos Parlamentares, Presidência de Conselho de Ministros e Ministro do Desporto, para preparar todos os documentos necessários para que todo o processo ocorresse de forma assertiva, sendo uma missão de caráter oficial.

“Da parte do IDJ tudo faremos para esclarecer, junto às entidades competentes, de forma a assegurar que situações do género não se repitam”, terminou o instituto cabo-verdiano.

A seleção masculina de andebol de Cabo Verde vai participar pela primeira vez no mundial da modalidade, que acontece em janeiro, no Egito.

O estágio vai acontecer na cidade do Porto, com concentração agora de 20 jogadores.  

Depois disso, segue-se a escolha dos convocados finais, que voltam a concentrar-se a 26 de dezembro até início da prova.

O 27.º campeonato do mundo de andebol que vai decorrer no Egito de 14 a 31 de janeiro próximo.

A seleção cabo-verdiana que integra o Grupo A, juntamente com Hungria, que vai ser o adversário de estreia, bem como a Alemanha e Uruguai.

 

RIPE // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS