Bruno Lage rejeita pressão adicional na visita ao Vitória de Setúbal

O treinador Bruno Lage rejeitou hoje que o Benfica chegue a Setúbal mais pressionado por ter perdido a liderança da I Liga de futebol e defendeu mesmo que o Vitória é o “adversário ideal” para enfrentar neste momento.

Bruno Lage rejeita pressão adicional na visita ao Vitória de Setúbal

Bruno Lage rejeita pressão adicional na visita ao Vitória de Setúbal

O treinador Bruno Lage rejeitou hoje que o Benfica chegue a Setúbal mais pressionado por ter perdido a liderança da I Liga de futebol e defendeu mesmo que o Vitória é o “adversário ideal” para enfrentar neste momento.

Ao ‘lançar’ a partida com os setubalenses, da 24.ª jornada do campeonato, o técnico dos ‘encarnados’ garantiu, no Seixal, que a pressão “é igual”, porque é “sempre máxima”, e lembrou que “as contas fazem-se no fim”, quando instado a comentar se a equipa ainda tem margem para ceder pontos até ao final da época.

“Não sei se há margem ou não. Aquilo que sei é que a exigência dos nossos adeptos e o passado do Benfica obriga-nos [a ganhar], independentemente de estar a sete pontos de desvantagem ou a sete pontos de vantagem, por isso essa pressão e essa exigência mantêm-se a um ponto do líder [FC Porto]”, comentou o técnico.

Por outro lado, Lage admitiu que a equipa não tem marcado tantos golos como no passado, mas lembrou que o Benfica “continua a criar oportunidades” e repetiu que o mais importante na partida de sábado é verificar que tudo aquilo que a equipa tem trabalhado para ser “mais consistente” é colocado em prática.

Nesse sentido, Lage rejeitou responsabilidades da dupla de avançados, que é escolhida jogo a jogo e “dependendo do rendimento dos jogadores e do adversário”, defendendo ainda Dyego Sousa, ao lembrar que o ponta de lança contratado em janeiro, “vem de uma paragem prolongada e não teve pré-época”.

“Um jogador que chegou aqui há um mês tem a pressão de jogar no Benfica, tem a pressão de marcar golos, mas não vamos já colocar o rótulo do sucesso ou insucesso”, defendeu.

No entanto, certo é que a dupla escolhida para jogar na frente de ataque no Estádio do Bonfim não irá incluir Seferovic, pois Bruno Lage confirmou que o suíço continua lesionado, assim como André Almeida e Gabriel.

Fora da esfera do clube da Luz, Lage recusou comentar a mudança de Ruben Amorim do Sporting de Braga para o Sporting e garantiu não estar preocupado com o seu lugar por Jorge Jesus ter manifestado, recentemente, vontade de regressar a Portugal.

“A Páscoa costuma ser mais em abril, não é? Vamos falar de Jesus mais próximo da Páscoa, em abril. Eu não tenho receio de nada, antes pelo contrário”, ironizou o treinador dos campeões nacionais.

O Benfica defronta o Vitória de Setúbal no sábado, às 18:00, no Estádio do Bonfim, e pode ultrapassar provisoriamente o FC Porto na frente do campeonato, uma vez que os ‘dragões’ só entram em campo às 20:30 para a receção ao Rio Ave, com ambos os jogos a contar para a 24.ª jornada da I Liga.

SYL // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS