Irmã de Bruno de Carvalho questiona: «Como é que se deixa um homem num local onde não há um duche?»

Alexandra Carvalho, irmã de Bruno de Carvalho, esteve presente no Jornal das 8, na TVI, e abordou toda a polémica à volta da detenção do ex-presidente do Sporting.

Irmã de Bruno de Carvalho questiona: «Como é que se deixa um homem num local onde não há um duche?»

Irmã de Bruno de Carvalho questiona: «Como é que se deixa um homem num local onde não há um duche?»

Alexandra Carvalho, irmã de Bruno de Carvalho, esteve presente no Jornal das 8, na TVI, e abordou toda a polémica à volta da detenção do ex-presidente do Sporting.

Bruno de Cavalho permanece focado na sua defesa e motivado, apesar da se encontrar detido desde domingo no posto da Guarda Nacional Republicana  em Alcochete. Quem o afirma é a irmã do ex-dirigente do Sporting, Alexandra Carvalho, em entrevista à TVI.

«Está bem. De repente foi-lhe possível perceber que vai ser ouvido, participar. Até está mais ativo e motivado do que nestes últimos dias. Tudo isto tem demorado demasiado tempo com ele a arder em lume brando», afirmou Alexandra, confessando a surpresa pela detenção de BdC no passado domingo, dia 11 de novembro, uma vez que o empresário sempre se demonstrou cooperante e até visitou o Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de forma a poder contribuir para o processo.

LEIA MAIS: Irmã de Bruno de Carvalho apela aos adeptos [vídeo]

Na opinião de Alexandra Carvalho, a detenção do seu irmão não faz sentido uma vez que tinham saído do DIAP com «um papel onde dizia que em caso de necessidade seria notificado».

 

Bruno Carvalho nem duche pode tomar

«Como é que se deixa um homem num local onde não há um duche?».

A questão é lançada pela irmão do antigo presidente do clube de Alvalade, revelando as poucas condições que Bruno de Carvalho terá durante o seu cárcere em Alcochete, revelando mesmo que o que sente é que: «Bruno de Carvalho está abaixo da justiça… e provavelmente há mais pessoas assim».

LEIA MAIS: Amante de Rosa Grilo pede prisão especial: «Sou linchado num instante»

Sobre a prisão preventiva como possível medida de coação a ser aplicada a BdC, Alexandra afirma que o perigo de fuga é inexistente e que, como tal, não poderá ser essa a medida a aplicar: «Uma pessoa que tem o percurso que ele tem, a vontade que ele tem de fazer as coisas corretas, com erros sem dúvida, mas vontade da clareza, franqueza e frontalidade vai agora fugir? Quando tem a possibilidade e dever de demonstrar o que tem vindo a dizer? Não, nunca».

 

Domingo, o dia infâme

Foi no domingo que Alexandra Carvalho chegou a casa do seu irmão, no Lumiar, e que foi surpreendida com as buscas e posterior detenção de Bruno de Carvalho. Tinha saído com a filha mais velha de BdC, Ana Catarina, para fazer compras de natal e quando viu um cenário arrasador. «Tinha saído com a minha sobrinha e fomos comprar uma grande árvore de natal. Quando chegamos deparámo-nos com muitos homens desconhecidos, um cão, enfim. Eram cerca de 18h00. Tivemos de esperar que viessem as pessoas que iam fazer a busca», explica. «Ele [Bruno de Carvalho] olhou para mim e disse-me: ‘olha, não são amigos. Vêm para me deter’», finalizou Alexandra Carvalho.

LEIA MAIS: Bruno de Carvalho: Um dia histórico mas de pouca estória [fotos]

A irmã do ex-presidente dos leões tem sido um pilar de apoio para o próprio, tendo acompanhado BdC ao longo dos últimos dias e tendo marcado presença no Tribunal do Barreiro, onde o empresário e o líder da Juventude Leonina, Mustafá, irão ser ouvidos durante o dia de hoje.

Impala Instagram


RELACIONADOS