Bruno de Carvalho admite que substituição por Erik Kurgy é opção estratégica

Bruno de Carvalho admite que substituição por Erik Kurgy é opção estratégica

Bruno de Carvalho assumiu que a troca do seu nome pelo de Erik Kurgy na liderança da lista candidata às eleições do Sporting visa apenas contornar a sua atual indisponibilidade.

“Caros sportinguistas, todos continuarão a votar em mim na mesma, mas é tempo de jogar com as mesmas armas de quem neste momento governa o Sporting com sucessivos atropelos à Democracia, Lei, Estatutos e vontade dos Associados”, justifica o ex-presidente.

LEIA MAIS: Bruno de Carvalho substituído como cabeça de lista para as eleições do Sporting

Em explicação publicada na sua conta de Facebook, Bruno de Carvalho manifestou-se confiante: “A Lei vai colocar-nos novamente na lista, mas até lá não podemos desperdiçar todo o trabalho e esforço efetuados! Isto é uma ação de mobilização. Vamos jogar com as armas com que tentam derrubar-nos”.

Bruno de Carvalho entende que “com a lei” e a ajuda dos sócios voltará a liderar o Sporting, pelo que pede, “a todos”, o “empenho e dedicação” que entende terem sido demonstrados até ao momento em favor do seu propósito.

LEIA MAIS: Bruno de Carvalho: «Nunca menti»

“Com a Lei e com a vossa ajuda, voltarei a estar à frente dos destinos do SCP. Peço-vos a todos empenho e dedicação como até agora, pois as listas serão entregues desta forma, para evitar serem rejeitadas, mas o candidato dia 8 de setembro serei eu. Conto com todos vós. É momento de união e coesão entre todos pois somos #LeaisaoSporting”, concluiu.

A recomposição da lista e a nova recolha de assinaturas impõe-se, adiantou hoje a candidatura ‘Leais ao Sporting’, porque Bruno de Carvalho, Trindade Barros e Alexandre Godinho “podem não ver a sua condição de sócios reposta” antes de 08 de agosto, data limite para apresentação de candidaturas.

Bruno de Carvalho e Carlos Vieira, agora suspensos, apresentaram-se como candidatos, em listas diferentes.

Na corrida estão ainda Fernando Tavares Pereira, João Benedito, Dias Ferreira, Pedro Madeira Rodrigues, José Maria Ricciardi, Frederico Varandas e o advogado Rui Jorge Rego.

O empresário Zeferino Boal desistiu, entretanto, juntando-se à candidatura de José Maria Ricciardi.

LEIA MAIS: Bruno de Carvalho e Joana Ornelas «vão divorciar-se»


RELACIONADOS

Bruno de Carvalho admite que substituição por Erik Kurgy é opção estratégica

Bruno de Carvalho assumiu que a troca do seu nome pelo de Erik Kurgy na liderança da lista candidata às eleições do Sporting visa apenas contornar a sua atual indisponibilidade.