Bruno de Carvalho: Um dia histórico mas de pouca estória [fotos]

O que começou como o dia em que Bruno de Carvalho iria prestar depoimentos e, talvez, conhecer as medidas de coação que lhe seriam aplicadas.

Bruno de Carvalho: Um dia histórico mas de pouca estória [fotos]

O que começou como o dia em que Bruno de Carvalho iria prestar depoimentos e, talvez, conhecer as medidas de coação que lhe seriam aplicadas.

O dia de Bruno de Carvalho começou com a saída do posto da GNR onde se encontra detido, em Alcochete, rumo ao Tribunal do Barreiro, onde seria presente a um juiz de instrução criminal de forma a conhecer o processo e a prestar declarações.

Sob uma forte escolta policial, e com algumas manobras de diversão, Bruno de Carvalho e Nuno Vieira Mendes, mais conhecido por Mustafá, líder da Juventude Leonina, chegaram cerca de vinte minutos antes da hora marcada (10:00) ao tribunal, num clima de aparente calma.

LEIA MAIS: Benfica pede instrução do processo ‘e-toupeira’ e alega desconhecer os factos

Já dentro do edifício, ambos os detidos viram chegar a hora de início dos trabalhos chegar e ser ultrapassada sem que os mesmos tivessem começado. No exterior do edifício, os funcionários judiciais faziam a uma greve temporária que prejudicou o funcionamento normal do tribunal e que atrasou o início dos trabalhos.

Foi já perto do meio-dia que Mustafá e BdC foram identificados pelo juiz e que os advogados de defesa tiveram a possibilidade de consultar o processo.  Esta leitura do processo acabou por ser interrompida pela hora de almoço dos serviços judiciais e a sessão foi interrompida.

Na parte da tarde, os representantes legais de ambos os detidos continuaram a leitura do processo e José Preto, advogado de defesa de Bruno de Carvalho, pediu cópia da totalidade das declarações dos arguidos.

LEIA MAIS: FC Porto confirma a constituição como arguidos dos seus seis administradores

Esta etapa de consulta acabou por atrasar ainda mais a audição e acabou por passar para o dia de amanhã as audições a Nuno Vieira Mendes e ao ex-líder leonino.

Assim, os trabalhos voltarão a ser retomados na manhã desta quarta-feira, dia 14 de Novembro, sendo previsível que tanto Bruno de Carvalho como Mustafá consigam ser ouvidos pelo juiz de instrução e que conheçam as medidas de coação a aplicar.

Fotos: Zito Colaço

Impala Instagram


RELACIONADOS