Bruno de Carvalho esgotou poupanças e ninguém lhe dá emprego

Bruno de Carvalho concedeu a sua primeira grande entrevista um ano depois de ter sido destituído da presidência do Sporting.

Bruno de Carvalho esgotou poupanças e ninguém lhe dá emprego

Bruno de Carvalho esgotou poupanças e ninguém lhe dá emprego

Bruno de Carvalho concedeu a sua primeira grande entrevista um ano depois de ter sido destituído da presidência do Sporting.

Bruno de Carvalho concedeu a sua primeira grande entrevista, a Tribuna Expresso, um ano depois de ter sido destituído da presidência do Sporting. Entre muitos assuntos do foro profissional, BdC foi também questionado sobre a sua vida pessoal e não se escusou a responder. Questionado sobre se estaria ou não agarrado ao poder, o ex-líder leonino afirma que «por ter sido ex-presidente do Sporting» foi impedido de «ter a possibilidade de dar sustento» às filhas.

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para terça-feira, 2 de julho

«As pessoas não me dão emprego»

O ex-presidente do Sporting diz ter vivido das suas poupanças durante um ano, assumindo que já acabaram e que agora tem sido difícil reabastecê-las. «As pessoas não me dão emprego», começou por dizer.

«Dizem isto: ‘Não lhe dou emprego e não é pelo seu valor, porque sabemos perfeitamente que você a nível de trabalho não há igual, mas temos medo de represálias.’ Isto não tem nada a ver com estar agarrado ao Sporting. Mas uma coisa é sair e continuar a minha vida. Outra coisa é esta perseguição que é feita, metaforicamente falando, pela procuradora Cândida Vilar e pelos atuais órgãos sociais do Sporting a um cidadão cuja única coisa que fez foi chegar ao Sporting e trazer dinheiro, glória, títulos, sócios, um pavilhão, e isto irrita-os solenemente. Porque se nós fossemos para eleições, eu ganhava.», sublinha BdC.

LEIA MAIS
Turista cai de arriba no Algarve ao tentar tirar fotografia
Injetava veneno ao filho dizendo que era água benta
Nuvens parecem não dar tréguas. Verão continua envergonhado

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS