Bruno de Carvalho despede-se do Facebook

Presidente do Sporting utilizava as redes sociais para manifestar a sua opinião com frequência. Mas isso acabou pois Bruno de Carvalho despede-se do Facebook.

Bruno de Carvalho despede-se do Facebook

Bruno de Carvalho despede-se do Facebook

Presidente do Sporting utilizava as redes sociais para manifestar a sua opinião com frequência. Mas isso acabou pois Bruno de Carvalho despede-se do Facebook.

Ao longo dos tempos Bruno de Carvalho sempre teve uma vida ativa nas redes sociais. Em especial no Facebook, onde as suas opiniões eram muitas vezes polémicas. Mas tudo isso acabou hoje (16) pois.

“As plataformas continuam, para mim, a ser um modo de comunicação global privilegiado. Apesar disso, e depois de uma profunda análise, creio que chegou a hora de abandonar o Facebook. A minha vontade de proximidade com o universo leonino, acabou por ter um lado perverso que não pretendo ver aumentado. Tem a ver com o ultrapassar de fronteiras onde se confunde vontade de estar próximo com o ser incomodado, a toda a hora, com opiniões despropositadas e intromissões na vida pessoal. Serei sempre um Presidente próximo, presente e consciente das suas tarefas e objetivos, mas esta ferramenta deixará de ser um desses modos de comunicação com a Família Sportinguista”, começa por escrever num longo post partilhado na famosa rede social.

“Este será o meu último post”

“Assim, este será o meu último post que espero contribua para a compreensão de toda a estratégia pretendida para o Sporting Clube de Portugal e o papel de todos para a sua concretização. Compreendo perfeitamente a frustração desta época, e não só a nível do futebol, mas o que tenho lido e recebido de mensagens ultrapassa o limite da justiça e respeito que se deveria ter por quem, como eu, passei a dedicar a minha vida ao Clube que amo. Todos devemos refletir e ser justos com vista ao nosso objetivo comum: a Glória!”, prossegue.

“O meu maior erro foi ainda não ter conseguido incutir nos adeptos esse sentimento de exigência constante, esse sentimento de que ninguém faz favor de servir o Sporting CP, mas, pelo contrário, ou está disposto a “morrer” em cada embate ou não merece ser apoiado. Quando se aponta o dedo aos “meninos” é o “aqui d’el-rei”. Credo! É o horror, o sacrilégio… Começam logo os opinadores leoninos: faça-o em privado, não confunda coisas, não é bem assim, etc. … Tendo uma “alma pequena”, não podemos exigir constantemente a grandeza e iremos continuar a viver com menos vitórias do que as que poderíamos ter e, ainda por cima, supostamente eu “teria” que ficar “agradecido” apenas por jogarem. Este tipo de raciocínio não é para mim. Não podemos ganhar sempre, mas temos sempre que honrar e dignificar a nossa camisola, com suor e, se for preciso, até à exaustão de cair para o lado, sem mais forças, no fim de cada jogo. Pelo menos nas derrotas temos de ver atletas fisicamente de rastos”, continua no longo desabafo.

“Não existe margem para mais erros”

“Amo o Sporting Clube de Portugal e prometo a todos que, na próxima época, vou ainda fazer mais e melhor, vou continuar a dar a minha vida por este meu Amor e vamos mostrar, com a vossa ajuda, em todas as modalidades e nomeadamente no futebol, porque somos o grande Sporting Clube de Portugal. Já o disse e repito, não existe margem para mais erros. Assim, só quem perceber a grandeza deste Clube, tiver alma de campeão, de combatente e de compromisso se manterá neste projeto. Sempre disse que, ou temos um exército pronto para lutar a meu lado ou não é possível atingir o que quero para o nosso Clube. Assumo que continuamos a não o ter. Continuamos a ser um Clube onde ainda existem pessoas de grandes egos, que se intrometem na vida do Clube, de opinadores fáceis mesmo não sabendo nada do que se passa não se coibindo em cada oportunidade de aparecer nos media, em vez de nos mantermos sempre unidos, incondicionalmente, com quem lidera o Clube e, assim, tendo a mesma linguagem de exigência para com todos”, explica Bruno de Carvalho.

“Ser líder é, entre outras coisas, ter objetivos mas também ser feliz. O meu objetivo está ainda mais forte do que alguma vez esteve: ser campeão! E em tudo. Mas feliz não estou. Percebi a mensagem dos 90% de sportinguistas que foram votar: queremos ser felizes. E não lhes vou virar a cara, mesmo num momento de grande mágoa que tenho. Por eles e pelo nosso grande Sporting Clube de Portugal vou, mais uma vez, colocando o que sinto e a minha vida em segundo plano, retribuir a confiança que depositaram em mim e dar-nos a merecida alegria de podermos dizer que somos campeões! (…) Amo-te Sporting, e nada nem ninguém irá mudar isso e com este Amor nem a morte nos separará!”, conclui o presidente dos leões.

Impala Instagram


RELACIONADOS