Braga dá prazo até 04 de setembro para Sporting saldar dívida por Rúben Amorim

O Sporting tem mais oito dias para pagar Rúben Amorim, caso contrário poderá ver a dívida pelo técnico contratado ao Sporting de Braga aumentar em 1,7 milhões de euros, confirmou hoje à agência Lusa fonte próxima do processo.

Braga dá prazo até 04 de setembro para Sporting saldar dívida por Rúben Amorim

Braga dá prazo até 04 de setembro para Sporting saldar dívida por Rúben Amorim

O Sporting tem mais oito dias para pagar Rúben Amorim, caso contrário poderá ver a dívida pelo técnico contratado ao Sporting de Braga aumentar em 1,7 milhões de euros, confirmou hoje à agência Lusa fonte próxima do processo.

De acordo com o jornal JN, a SAD liderada por António Salvador enviou à homóloga presidida por Frederico Varandas uma carta em que dá um prazo até às 16:00 de 04 de setembro para o Sporting saldar a dívida de 11,7 milhões de euros, a que acrescem juros vincendos até ao efetivo e integral recebimento da verba, pela transferência de Rúben Amorim.

A carta seguiu com conhecimento à Federação Portuguesa de Futebol (FPF), ao órgão de gestão de licenciamento (OGL) da FPF (licenciamento para as provas da UEFA) e à Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

Caso o Sporting não pague até esse dia, o Sporting de Braga irá considerar definitivamente não cumpridas as obrigações contratuais assumidas pela Sporting SAD para todos os efeitos legais e regulamentares.

Entre estes, entendem os bracarenses estar o artigo 91 do Regulamento Disciplinar da LPFP, que prevê uma “sanção de multa de montante igual a 15% da obrigação em dívida, no caso da mora se converter em incumprimento definitivo”, o que faria acrescer em cerca de 1,7 milhões de euros o valor em dívida.

No acordo então realizado entre os clubes em março, o Sporting comprometeu-se a pagar 10 milhões de euros (mais 2,3 milhões de IVA), cinco deles no dia seguinte à apresentação de Rúben Amorim (05 de março) e mais cinco milhões em 05 de setembro.

Contudo, a SAD sportinguista falhou o primeiro pagamento, o que levou a uma penalização de 10%, ou seja, de 1,230 milhões de euros, acrescidos de IVA (quase 290 mil euros) e, desde então, os bracarenses têm cobrado juros mensais, que, à data da carta, ascendiam a pouco mais de 440 mil euros.

Assim, a dívida total por Rúben Amorim chegou aos cerca de 14,2 milhões de euros, dos quais o Sporting liquidou 2,5 milhões, referentes ao IVA do negócio, que coloca a dívida a rondar os 11,7 milhões de euros.

GYS // VR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS