Benfica ‘vira’ eliminatória e está nos ‘quartos’ da Liga Europeia de andebol

O Benfica apurou-se hoje para os quartos de final da Liga Europeia de andebol, com uma vitória sobre os franceses do Fenix Toulouse, por 36-30, na segunda mão da eliminatória, depois do desaire forasteiro (34-38).

Benfica 'vira' eliminatória e está nos 'quartos' da Liga Europeia de andebol

Benfica ‘vira’ eliminatória e está nos ‘quartos’ da Liga Europeia de andebol

O Benfica apurou-se hoje para os quartos de final da Liga Europeia de andebol, com uma vitória sobre os franceses do Fenix Toulouse, por 36-30, na segunda mão da eliminatória, depois do desaire forasteiro (34-38).

O sérvio Petar Djordic esteve ‘intratável’ na finalização, sendo coroado como o melhor marcador do encontro, com 14 golos, enquanto o guarda-redes Sergey Hernández foi também decisivo na baliza. Do outro lado, Nemanja Ilic foi o melhor, com oito tentos.

Este triunfo coloca o Benfica pela primeira vez nos quartos de final da Liga Europeia, a segunda competição europeia de clubes, defrontando o vencedor do duelo entre os franceses do Nimes e os eslovenos do Gorenje, que jogam a segunda mão ainda hoje.

Começando o jogo já com a desvantagem de quatro golos, o Benfica acusou um pouco a pressão inicial de ter de dar a volta ao desaire da primeira mão, o que levou a turma do Fenix Toulouse a chegar rapidamente a uma vantagem de quatro golos (3-7 e 4-8).

A tarefa adivinhava-se complicada, mas os ‘encarnados’, que contaram com um forte apoio do público, que depois seguiu para o Benfica-Liverpool, da Liga dos Campeões de futebol, começaram a encetar a recuperação já perto do fim da primeira parte do jogo.

Aos 27 minutos, o Benfica passou pela primeira vez para a frente do marcador (14-13), com um golo de Jonas Kallman, seguindo-se os golos de Alexis Borges e de Bélone Moreira, este já no último segundo, a colocar as ‘águias’ a vencer ao intervalo (17-15).

Os quatro golos de vantagem necessários para empatar a eliminatória chegaram logo aos cinco minutos do segundo tempo (20-16), por Bélone Moreira, com Petar Djordjic a meter o Benfica na frente (22-17), mas sem conseguir ‘descolar’ da margem mínima.

No entanto, com 24-19 registados, uma grande defesa de Sergey Hernández, que, nos momentos cruciais, mostrou-se em grande plano, permitiu ao Benfica distanciar-se em definitivo, embora o Fenix Toulouse tenha recuperado, mas só por breves momentos.

De novo com o guarda-redes ‘encarnado’ a ser decisivo, a equipa da Luz ‘disparou’, por fim, rumo à vitória, chegando a estar sete pontos à frente (três na eliminatória), com Lazar Kukic, a 15 segundos do fim, a sentenciar o resultado final em 36-30, seguro por uma defesa de Sergey Hernández, em resposta a um livre de sete metros, a terminar.

 

Jogo realizado no Pavilhão n.º2 do Estádio da Luz, em Lisboa.

Benfica — Fenix Toulouse, 36-30.

Ao intervalo: 17-15.

 

Sob a arbitragem dos polacos Bartosz Leszczynksi e Marcin Piechota, as equipas alinharam e marcaram:

– Benfica (36): Sergey Hernández, Jonas Kallman (3), Petar Djordjic (14), Lazar Kukic (5), Tadej Kljun (1), Ole Rahmel (1) e Alexis Borges (3). Jogaram ainda Rogério Moraes (4), Bélone Moreira (5), Mahamadou Keita e Gustavo Capdeville.

Treinador: Chema Rodríguez.

– Fenix Toulouse (30): Jef Lettens, Pierrick Chelle, Ayoub Abdi (2), Erik Balenciaga (7), Gonçalo Vieira (1), Maxime Gilbert (1) e Fredric Petersson (3). Jogaram ainda Nemanja Ilic (8), Robin Cantegrel (1), Erwin Feuchtmann (2), Uros Borzas (1), Tobias Wagner (2), Téo Jarry (2) e Edouard Kempf.

Treinador: Danijel Andelkovic.

 

Assistência: Cerca de 1.500 espetadores.

 

DYRP // AJO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS