Auriol Dongmo vence concurso do peso no ‘meeting’ de Liévin

A portuguesa Auriol Dongmo continua a ganhar as provas de lançamento do peso e hoje triunfou no ‘meeting’ de atletismo de Liévin, em França, prova do circuito de pista coberta da World Athletics.

Auriol Dongmo vence concurso do peso no 'meeting' de Liévin

Auriol Dongmo vence concurso do peso no ‘meeting’ de Liévin

A portuguesa Auriol Dongmo continua a ganhar as provas de lançamento do peso e hoje triunfou no ‘meeting’ de atletismo de Liévin, em França, prova do circuito de pista coberta da World Athletics.

A recordista nacional e líder mundial do ano foi uma das figuras da reunião francesa de atletismo, em que se destacou o norueguês Jakob Ingerbritsen, que melhorou o recorde europeu dos 1.500 metros ‘indoor’, com a quinta marca mundial de sempre.

Dongmo atirou o peso a 19,18 metros, confirmando consistência acima dos 19 metros. Fez ainda um lançamento de 19,15 e quatro entre 17,97 e os 18,97, não marcando qualquer nulo.

Atrás dela, ficaram a alemã Christina Schwanitz, campeã mundial de 2015 (18,93 metros), e a norte-americana Raven Saunders, quinta na última edição dos Jogos Olímpicos (18,66).

Nos 1.500 metros, Jakob Ingerbritsen, de 20 anos, abriu a época com 3.31,80 minutos, no que é a corrida mais rápida de sempre de um europeu. O anterior máximo durava desde 1999 e era do espanhol Andrés Diaz.

Jakob entra para o ‘top 5’ da especialidade, atrás do recordista mundial, o etíope Samuel Tefara (3.31,04), do marroquino Hicham El Guerrouj e dos etíopes Yomif Kejelcha e Haile Gebrselassie.

A exemplo de Dongmo, lidera o ‘ranking’ do ano, superando o etíope Selemon Barega, que correra há três dias em Metz (França) em 3.34,62 minutos.

Uma prova que não cumpriu as expectativas em Liévin foi a do salto com vara, em que o sueco Armand Duplantis, recordista mundial, só passou 5,86 metros.

Duplantis, que já tem este ano 6,03 metros, ainda assim ganhou o concurso, à frente do norte-americano Christopher Nilsen, também com 5,86, mas com derrubes. Em terceiro, ficou o francês Renaud Lavillenie, antigo recordista do mundo, com 5,80.

FB // PFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS