Alarcón defende liderança na Volta a Portugal em etapa 'rainha' sem Torre

Alarcón defende liderança na Volta a Portugal em etapa ‘rainha’ sem Torre

O espanhol Raúl Alarcón (W52-FC Porto) defende a liderança da Volta a Portugal em bicicleta, numa quarta etapa com chegada às Penhas da Saúde, mas sem passagem pela Torre.

No sábado, o vencedor de 2017 conquistou a terceira etapa e subiu à liderança, com 28 segundos de avanço sobre o espanhol Vicente García de Mateos (Aviludo-Louletano) e 40 sobre o português Jóni Brandão (Sporting-Tavira).

A organização da prova decidiu no sábado, “atendendo às altas temperaturas que continuam a registar-se e aos elevados níveis de cansaço do pelotão provocados pelo calor”, reduzir “o índice de dificuldade da etapa ‘rainha’, eliminando 27 quilómetros”.

A etapa, que liga a Guarda às Penhas da Saúde, tinha inicialmente 171,4 quilómetros e conta agora 144,3, deixando de ter a passagem da Torre, que será substituída pela subida às Penhas Douradas.

A partida será dada 35 minutos mais tarde, com o início a passar as 13:00, estando a primeira meta de volante agora colocada em Celorico da Beira, logo aos 28,4 quilómetros, mantendo-se a segunda em Gouveia, aos 55,8.

A meta volante de Seia foi eliminada e a primeira subida do dia começa aos 58,7 quilómetros, para as Penhas Douradas, uma contagem de primeira categoria, colocada aos 75,9.

O pelotão desce depois logo para a Manteigas, antes de ter nova contagem de terceira categoria, em Sarzedo, aos 115,3 quilómetros – estava inicialmente prevista para os 142,4.

A meta volante na Covilhã está aos 132 quilómetros, quase em simultâneo com o início para as Penhas da Saúde, uma contagem de categoria especial, coincidente com a meta.

NFO // VR

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Alarcón defende liderança na Volta a Portugal em etapa ‘rainha’ sem Torre

O espanhol Raúl Alarcón (W52-FC Porto) defende a liderança da Volta a Portugal em bicicleta, numa quarta etapa com chegada às Penhas da Saúde, mas sem passagem pela Torre.