PSP encontra sete estabelecimentos no Bairro Alto a violarem o estado de emergência

Sete estabelecimentos de restauração no Bairro Alto, em Lisboa, foram detetados na sexta-feira a violarem as regras do estado de emergência e acabaram sancionados com coimas, informou hoje a PSP, em comunicado.

PSP encontra sete estabelecimentos no Bairro Alto a violarem o estado de emergência

PSP encontra sete estabelecimentos no Bairro Alto a violarem o estado de emergência

Sete estabelecimentos de restauração no Bairro Alto, em Lisboa, foram detetados na sexta-feira a violarem as regras do estado de emergência e acabaram sancionados com coimas, informou hoje a PSP, em comunicado.

Segundo a mesma nota, as coimas aplicadas variam entre os 2.000 e os 20.000 euros, no caso de pessoa coletiva, e entre 200 e 1.000 euros para particulares.

“Sete estabelecimentos de restauração violaram as medidas de prevenção de contágio da doença covid-19, ao permitirem que clientes consumissem no interior do estabelecimento, ao não encerrarem o serviço de esplanada às 22:30, ao permitirem mais de quatro clientes por mesa no espaço de esplanada e ao não salvaguardarem o distanciamento social entre os clientes de diferentes mesas”, referiu a PSP, no comunicado hoje divulgado.

Durante a operação, que fiscalizou 22 estabelecimentos, foram levantados 19 autos de notícia por contraordenação, incluindo os sete espaços comerciais, por desrespeito das normas para evitar a propagação do novo coronavírus.

A PSP acrescentou ter ainda levantado 16 autos de notícia de contraordenação “por infrações diversas, incluindo o fornecimento de bebidas alcoólicas a menores”.

A ação policial foi especialmente direcionada às aglomerações de pessoas, utilização dos espaços de esplanadas e a venda de bebidas alcoólicas naquela área de diversão noturna de Lisboa.

“A operação policial dispersou os ajuntamentos nas diversas artérias daquela área e participou infrações”, pormenorizou a PSP, no mesmo comunicado.

Segundo a força de segurança, esta foi a última de um ciclo de cinco ações realizadas entre os dias 12 e 16 de abril para verificar o cumprimento das medidas em vigor “por parte dos clientes e dos estabelecimentos de restauração e similares e de ajuntamentos de pessoas nas freguesias de Arroios, Misericórdia, Santo António e Santa Maria Maior”.

Além da dispersão de ajuntamentos em diversas áreas, o conjunto das operações resultou em 98 estabelecimentos fiscalizados e 62 infrações verificadas, “sendo que 15 destas infrações são referentes a violações ao atual estado de emergência”, indicou a PSP.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.000.955 mortos no mundo, resultantes de mais de 139,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.942 pessoas dos 830.560 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA MAIS
Parem a destruição da Natureza ou sofram mais e piores pandemias, alertam cientistas
Notícias sobre a pandemia, concelho a concelho, atualizado aqui ao minuto

 

Impala Instagram


RELACIONADOS