Covid-19: Índice de transmissão está a aumentar no Reino Unido

O índice de transmissibilidade da covid-19 (Rt) está acima de 1 no Reino Unido, o que significa que a pandemia está a crescer neste país, onde morreram 10 pessoas nas últimas 24 horas.

Covid-19: Índice de transmissão está a aumentar no Reino Unido

Covid-19: Índice de transmissão está a aumentar no Reino Unido

O índice de transmissibilidade da covid-19 (Rt) está acima de 1 no Reino Unido, o que significa que a pandemia está a crescer neste país, onde morreram 10 pessoas nas últimas 24 horas.

Londres, 28 mai 2021 (Lusa) — O índice de transmissibilidade da covid-19 (Rt) está acima de 1 no Reino Unido, o que significa que a pandemia está a crescer neste país, onde morreram 10 pessoas nas últimas 24 horas, anunciou o Governo britânico.

De acordo com a atualização semanal feita hoje, o índice de transmissibilidade (Rt) também aumentou ligeiramente para entre 1 e 1,1 (0,9 e 1,1 na semana passada), mostrando que os contágios estão a aumentar.

Segundo as autoridades britânicas, o número de infetados aumentou desde quinta-feira, com mais 4.182 pessoas doentes.

A subida coincide com os resultados de um estudo de monitorização do instituto de estatísticas [Office of National Statistics] publicados hoje, que mostram que a variante B1.617.2, identificada pela primeira vez na Índia, está a alastrar em Inglaterra e na Escócia. 

O ministro da Saúde, Matt Hancock, tinha dito na quinta-feira que entre 50% a 75% dos novos casos de covid-19 no país são causadas por essa estirpe, considerada mais transmissível. 

Até agora, foram registados no Reino Unido 6.969 casos, de acordo com os últimos dados da direção geral de Saúde da Inglaterra (PHE), cerca do dobro do número identificado na semana passada.

Segundo um estudo publicado pelo mesmo organismo nesta semana, a primeira dose da vacina Pfizer ou da AstraZeneca oferece uma eficácia de 33,5% contra a nova variante, menos do que os 51,1% contra a variante B.1.1.7, predominante no país até agora.

Após a inoculação de duas injeções, o fármaco da Pfizer é 87,9% eficaz contra a variante B.1.617.2 (93,4% com a B.1.1.7), enquanto o da AstraZeneca é 59,8% eficaz (66,1% com a variante original).

Dos 49 pacientes internados com coronavírus em Bolton (norte da Inglaterra), onde se encontra um dos principais surtos, cinco já haviam recebido duas doses das vacinas.

Desde o início da pandemia, foram notificados 127.768 óbitos de covid-19 num total de 4.477.705 infeções confirmadas no Reino Unido.

Desde dezembro foram imunizadas 38.871.200 pessoas com uma primeira dose de uma vacina contra a covid-19, o que corresponde a 73,8% da população adulta.

Além disso, 24.478.052 pessoas, ou seja, 46,5% da população adulta, já receberam também a segunda dose.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.513.088 mortos no mundo, resultantes de mais de 168,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.023 pessoas dos 847.604 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

BM // PMC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS