Covid-19: Índia regista 30.548 infeções e 435 mortes nas últimas 24 horas

A Índia registou hoje 30.548 novos casos de SARS-CoV-2, o menor número em quatro meses e longe dos recordes de quase 100.000 alcançados em setembro, enquanto o número total de mortes passou a barreira dos 130.000.

Covid-19: Índia regista 30.548 infeções e 435 mortes nas últimas 24 horas

Covid-19: Índia regista 30.548 infeções e 435 mortes nas últimas 24 horas

A Índia registou hoje 30.548 novos casos de SARS-CoV-2, o menor número em quatro meses e longe dos recordes de quase 100.000 alcançados em setembro, enquanto o número total de mortes passou a barreira dos 130.000.

Segundo dados do Ministério da Saúde da Índia, o número total de infeções pelo novo coronavirus registadas subiu para 8,8 milhões desde o início da pandemia, o que mantém o país como o segundo mais afetado do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

No entanto, os números do país asiático permaneceram em queda constante nas últimas semanas. Do total de 130.070 óbitos, 435 foram registados nas últimas 24 horas, com a taxa de mortalidade relativamente, baixa de 1,5%.

A Índia, que começou a aumentar as notificações de novos casos em dezenas de milhares por dia a partir de junho, atingiu uma taxa de recuperação de mais de 93%, enquanto as altas médicas superam em muito o número de novas infeções.

Com 465.478 casos de covid-19 ativos, de mais de 8,8 milhões contágios diagnosticados, a Índia também tem a maior taxa de recuperação do mundo, com uma média de 48.000 recuperações por dia, de acordo com as autoridades indianas.

A última vez que este país de cerca de 1,3 mil milhões de habitantes registou um número inferior a 30.000 infeções em 24 horas foi em 15 de julho, quando foram confirmados 29.429 novos casos do vírus.

O declínio sustentado ocorre enquanto o país se encontra na quinta fase de um processo de desaceleração das restrições, iniciado pelo Governo em junho com a reabertura de quase toda a sua atividade económica, como restaurantes, cinemas, sistema de transportes públicos e parte das atividades recreativas e desportivas.

Nova Delhi, no entanto, está a passar por uma onda de infeções e tornou-se o Estado com mais casos em toda a Índia. Embora hoje tenha informado 3.235 novos casos, a capital registou mais de 7.000 infeções diárias nos últimos dias.

As autoridades regionais atribuem esses dados em parte aos níveis crescentes de poluição, numa das cidades com a pior qualidade do ar do mundo, e à chegada do inverno.

Vários estudos relacionaram a poluição do ar a um maior número de casos covid-19.

Entre eles, um de Xiao Wu e Rachel C. Nethery, da Universidade de Harvard, relaciona a exposição de longo prazo a partículas finas (PM 2,5) e a mortalidade pelo vírus.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.319.561 mortos resultantes de mais de 54,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.381 pessoas dos 217.301 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

CSR // ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS