Português baleado em ataque terrorista «só espera que lhe tirem a bala» da cabeça

Português baleado em ataque terrorista «só espera que lhe tirem a bala» da cabeça

Passadas três semanas do ataque terrorista perto de Carcassonne, em França, o português baleado na cabeça prepara-se para uma cirurgia para retirar a bala

O jovem português, Renato Silva foi a primeira vítima do ataque terrorista em Carcassonne, no Sul de França. O autor do atentado, Radouane Lakdim, disparou contra o jovem emigrante de 26 anos, para lhe roubar o carro.

LEIA MAIS: Acordou do coma o português baleado em ataque terrorista a supermercado

Passadas três semanas do atentado, Renato Silva já saiu do coma e prepara-se agora para ser operado para lhe retirarem a bala da cabeça. «Está a melhorar, ainda tem momentos de alguma confusão mas lembra-se de tudo», revelou Duarte Silva, o pai de Renato, ao Correio da Manhã.

Renato Silva está internado no hospital de Perpignan, na unidade de Neurocirurgia. «Tiraram-no do estado de coma e correu tudo bem. Ele começou a reagir aos poucos mas não nos reconheceu logo», acrescentou o pai.

LEIA TAMBÉM: Conheça o suspeito do ataque terrorista em França

Duarte Silva e Ana Silva estão na unidade hospitalar francesa a apoiar o filho desde o dia do ataque. Sem perder a esperança, os pais explicaram que, apesar de Renato estar a preparar-se para a cirurgia, a operação ainda não tem data marcada. «Os médicos ainda não nos disseram quando vão poder retirar a bala. O Renato está à espera»

O jovem estava emigrado em França há cerca de um ano. O rapaz decidiu ir com a mãe viver com o pai e tirar um curso de hotelaria. No dia do ataque, Renato estava no último dia de aulas antes do estágio. O colega do português que se encontrava no mesmo carro que Renato, no lugar do pendura, foi abatido pelo terrorista e morreu instantaneamente.

VEJA AINDA: Namorada do responsável pelos ataques em França com acusação preliminar de terrorismo


RELACIONADOS

Português baleado em ataque terrorista «só espera que lhe tirem a bala» da cabeça

Passadas três semanas do ataque terrorista perto de Carcassonne, em França, o português baleado na cabeça prepara-se para uma cirurgia para retirar a bala