Impala

Sérvia inicia primeiro julgamento relacionado com massacre de Srebrenica

A Sérvia inicia hoje o primeiro julgamento no país relacionado com o massacre de Srebrenica, em 1995, considerado o maior ocorrido na Europa a seguir à segunda guerra mundial.


Belgrado, 12 dez (Lusa) – A Sérvia inicia hoje o primeiro julgamento no país relacionado com o massacre de Srebrenica, em 1995, considerado o maior ocorrido na Europa a seguir à segunda guerra mundial.


Os oito homens vão responder perante um tribunal que julga crimes de guerra em Belgrado e estão acusados de terem participado na matança de centenas de muçulmanos perto de Srebrenica.


Esta matança ocorreu num único dia num armazém na cidade de Kravica e fez parte dos homicídios em massa no enclave de Srebrenica por parte de forças sérvias bósnias comandadas pelo general Ratko Mladic, que está a ser julgado por genocídio em Haia, no tribunal internacional para a antiga Jugoslávia.


Esta é a primeira vez que a Sérvia julga suspeitos de envolvimento no massacre de Srebrenica.


O massacre é considerado genocídio por dois tribunais internacionais, mas a Sérvia rejeita essa classificação.


“Este é um caso muito importante porque a Sérvia precisa de encarar o seu passado”, disse à agência de notícias AFP o antigo procurador responsável pela investigação de crimes de guerra Vladimir Vukcevic.


Se forem considerados culpados, os oito homens podem ser condenados com penas até 20 anos de prisão. Este grupo fazia parte de uma unidade especial de polícia e alguns dos seus membros foram já condenados na Bósnia pela matança em Kravica.


Todos os oito obtiveram cidadania sérvia após a guerra civil na Bósnia.


Mais de 100.000 pessoas morreram e 2,2 milhões foram obrigadas a fugir na guerra da Bósnia (1992-1995), que desencadeou a partição da antiga Jugoslávia.


Ratko Mladic, antigo comandante das forças sérvias-bósnias, está atualmente a ser julgado por genocídio, num processo que inclui o massacre de Srebrenica.


Este massacre traduziu-se na execução de cerca de 7.800 homens e rapazes muçulmanos no enclave de Srebrenica, leste da Bósnia-Herzegovina, em julho de 1995.


É o mais grave massacre na Europa desde a segunda guerra mundial e foi cometido por tropas sérvias bósnias a poucos meses do final da guerra civil.



MP // MP


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Sérvia inicia primeiro julgamento relacionado com massacre de Srebrenica

A Sérvia inicia hoje o primeiro julgamento no país relacionado com o massacre de Srebrenica, em 1995, considerado o maior ocorrido na Europa a seguir à segunda guerra mundial.