Impala

Seis pessoas morreram e 1.164 foram resgatadas no Mediterrâneo

Seis pessoas morreram e 1.164 outras foram resgatadas no mar Mediterrâneo quando tentavam alcançar a Europa em várias embarcações, anunciou a Guarda Costeira italiana, que coordenou as operações de salvamento.

Roma, 11 dez (Lusa) – Seis pessoas morreram e 1.164 outras foram resgatadas no mar Mediterrâneo quando tentavam alcançar a Europa em várias embarcações, anunciou hoje a Guarda Costeira italiana, que coordenou as operações de salvamento.


Em comunicado, as autoridades adiantam que as vítimas encontravam-se a bordo de seis botes pneumáticos e de uma barcaça.


As sete operações de salvamento foram coordenadas pela Guarda Costeira italiana, mas contaram com meios da organização dos Médicos Sem Fronteiras e da Marinha Militar italiana, bem como de um navio de patrulha do Mediterrâneo no âmbito do dispositivo europeu EunavforMed.


A Organização Internacional para as Migrações (OIM) anunciou recentemente que um total de 4.725 refugiados e migrantes indocumentados morreram este ano até ao momento a tentar cruzar o Mediterrâneo, o que representa um aumento de 1.600 mortes face ao mesmo período de 2015.



SP // JMR


Lusa/fim


RELACIONADOS

Seis pessoas morreram e 1.164 foram resgatadas no Mediterrâneo

Seis pessoas morreram e 1.164 outras foram resgatadas no mar Mediterrâneo quando tentavam alcançar a Europa em várias embarcações, anunciou a Guarda Costeira italiana, que coordenou as operações de salvamento.