Prisão de Lula inunda redes sociais por todo o país
Impala

Prisão de Lula inunda redes sociais por todo o país

A detenção, no sábado, do líder mais carismático e popular do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, tornou-se o tema mais comentado nas redes sociais brasileiras e um campo de batalha virtual entre partidários e detratores do ex-presidente.

Redação, 08 abr (Lusa) — A detenção, no sábado, do líder mais carismático e popular do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, tornou-se o tema mais comentado nas redes sociais brasileiras e um campo de batalha virtual entre partidários e detratores do ex-presidente.


Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e branqueamento de capitais e entregou-se, no sábado, às autoridades, depois de ter resistido dois dias na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo antes de entregar-se no sábado, cumprindo hoje o seu primeiro dia na prisão.


O juiz federal Sérgio Moro decretou na quinta-feira a prisão do antigo chefe de Estado brasileiro (2003-2011) depois de o Supremo Tribunal Federal e o Supremo Tribunal de Justiça terem rejeitado os pedidos de ‘habeas corpus’ apresentados pela sua defesa.


Através de ‘hashtags’ “#Lulapreso” e “#Lulapresohoje”, as redes sociais inundaram-se de mensagens, vídeos e fotografias sobre o tema.


Os internautas recorreram a personagens conhecidas como Bob Esponja, por exemplo, surgindo uma montagem que mostra Lula, o molusco amigo de Bob, a ser conduzido à prisão pelos seus antigos amigos, numa clara alusão ao ex-presidente brasileiro.


Também no futebol, o desporto rei no Brasil, Lula foi um dos temas recorrentes, mostrando o ex-presidente, adepto do Corinthians, como um bebé assustado nos braços do seu pai, que não é mais do que o juiz Moro, que o levou à prisão, vestindo a camisola do Palmeiras, o histórico rival do clube do coração de Lula.


Em outra montagem, a camisola do Corinthians, preta, aparece com barras em homenagem ao presidente Lula.


Os antigos amigos de Lula, muitos deles na prisão, recuperaram agora protagonismo. Caso de uma das imagens mais populares nas redes sociais que mostra o líder do PT junto ao ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral – preso por corrupção — vestidos com fatos cor de laranja.


“Partilhas a cela comigo”, pergunta-lhe Lula, recebendo como resposta: “Não pode ser, tenho um grau superior de educação”, em referência à lei brasileira que garante aos reclusos com título universitário um espaço diferenciado nas prisões.


Os seus detratores tornaram viral, igualmente, uma imagem de Lula com a mensagem “Tchau querido”, uma alusão ao “Tchau querida” que utilizou numa conversa telefónica com Dilma Rousseff em plena investigação judicial e que foi gravada e filtrada pelo juiz Moro.


“Deus está a ver-te a falar mal de Lula e a tomares cerveja com o dinheiro do subsídio da família aí na esquina”, reza outra das mensagens mais reproduzidas, que refere um dos programas sociais do ex-presidente que, durante os seus dois mandatos (2002-2010), conseguiu tirar da pobreza cerca de 28 milhões de brasileiros.


Lula reconheceu no sábado, numa emotiva mensagem de despedida junto dos seus apoiantes, que houve quem o aconselhou a sair do país para evitar a prisão.


Fazendo eco do comentário, nas redes sociais pode ver-se ainda Lula disfarçado de mulher, com um fato cor-de-rosa, mini saia e chapéu, numa fila na fronteira com o Paraguai.


Mas o atual presidente do Brasil, Michel Temer, antigo aliado de Lula e que se tornou no seu mais acérrimo inimigo depois de impulsionar a destituição de Dilma Roussef para ocupar a presidência, também não escapou às críticas.


Temer aparece num vídeo caracterizado como Drácula, com longos dentes cobertos de sangue e uma cara de satisfação. Por baixo, a legenda “o verdadeiro diabo”.


Num outro vídeo, o presidente e vários dos seus colaboradores, também melindrados por casos de corrupção, esperam sentados num sofá: “estamos na fila” dos que também podem ir para a prisão.




RCP // ATR

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Prisão de Lula inunda redes sociais por todo o país

A detenção, no sábado, do líder mais carismático e popular do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, tornou-se o tema mais comentado nas redes sociais brasileiras e um campo de batalha virtual entre partidários e detratores do ex-presidente.