Impala

Presidente checo diz que PR sírio é “mal menor” face ao terrorismo islâmico

O Presidente checo, Milos Zeman, considerou que o Presidente da Síria é “um mal menor” face ao “terrorismo islâmico”, apontando que ninguém considera Bashar al-Assad como ideal.

*** Serviços áudio e vídeo disponíveis em www.lusa.pt ***



Lisboa, 14 dez (Lusa) – O Presidente checo, Milos Zeman, considerou hoje em Lisboa que o Presidente da Síria é “um mal menor” face ao “terrorismo islâmico”, apontando que ninguém considera Bashar al-Assad como ideal.


“A política não é a escolha entre o bom e o melhor, mas é sempre a escolha do mal menor. Eu considero o Presidente Assad um mal menor, [face] ao terrorismo islâmico”, disse o chefe de Estado checo, no final de uma audiência com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no primeiro dia de uma visita de Estado a Portugal, que decorre até esta quinta-feira.


Questionado pela imprensa portuguesa sobre relatos da intensificação dos ataques do regime sírio em Aleppo, na Síria, Milos Zeman afirmou que “ninguém considera o Presidente Assad ideal, mas temos saber o que está contra ele”.


“Os chamados liberais sírios estão nos escritórios de Nova Iorque e Paris, mas não os encontramos nos campos de batalha. Encontramos lá o Estado Islâmico, a al-Qaida ou extremistas islâmicos”, continuou.


A República Checa mantém em funcionamento uma embaixada em Damasco, capital síria, que o Presidente checo disse ser “uma embaixada eficiente, que exerce um poder protetor”.


“Trata-se de uma potência que protege também os interesses dos Estados Unidos no território sírio. É agradável ser protetor dos Estados Unidos, não faço isso com muita frequência”, ironizou.


O Presidente checo prossegue hoje a sua visita a Portugal com um almoço com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, em representação do primeiro-ministro, António Costa, e participa, à noite, num banquete oferecido pelo Presidente português.


Na quinta-feira, o Presidente checo é recebido de manhã no parlamento pelo presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, com quem tem um encontro, e depois participa num fórum empresarial, na sede da Associação Industrial Portuguesa (AIP).


À tarde, encontra-se com o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, que lhe vai entregar a chave da cidade de Lisboa. Milos Zeman termina esta visita ao lado de Marcelo Rebelo de Sousa no Palácio da Cidadela, em Cascais, onde haverá um concerto, a inauguração da exposição “Carlos IV e a Fé” e um ‘cocktail’.



JH (IEL) // APN


Lusa/fim


RELACIONADOS

Presidente checo diz que PR sírio é “mal menor” face ao terrorismo islâmico

O Presidente checo, Milos Zeman, considerou que o Presidente da Síria é “um mal menor” face ao “terrorismo islâmico”, apontando que ninguém considera Bashar al-Assad como ideal.