Impala

PGR constitui dois arguidos em caso relacionado com Montepio e BES

O Ministério Público constituiu dois arguidos no âmbito de uma investigação a um financiamento concedido pelo Montepio Geral e Banco Espírito Santo a um fundo para aquisição de terrenos, referiu hoje a Procuradoria-Geral da República.

Lisboa, 05 jan (Lusa) — O Ministério Público constituiu dois arguidos no âmbito de uma investigação a um financiamento concedido pelo Montepio Geral e Banco Espírito Santo a um fundo para aquisição de terrenos, referiu hoje a Procuradoria-Geral da República.


“No âmbito deste processo realizaram-se, quarta-feira, várias buscas, sendo que nenhuma dessas buscas teve lugar em instalações do Montepio Geral. No decurso das diligências foram constituídos dois arguidos”, sublinha a Procuradoria-Geral da República, numa resposta escrita enviada à agência Lusa.


Segundo o comunicado, em causa estão “factos suscetíveis de integrarem a prática de crimes de burla qualificada, abuso de confiança, branqueamento, fraude fiscal e, eventualmente, corrupção”.


A Procuradoria-Geral da República referiu também que o inquérito teve início 2016 e que o inquérito está a ser dirigido pelo Ministério Público, do Departamento Central de Investigação e Ação Penal.



MSE // ARA


Lusa/Fim


RELACIONADOS

PGR constitui dois arguidos em caso relacionado com Montepio e BES

O Ministério Público constituiu dois arguidos no âmbito de uma investigação a um financiamento concedido pelo Montepio Geral e Banco Espírito Santo a um fundo para aquisição de terrenos, referiu hoje a Procuradoria-Geral da República.