Papa lamenta atentados contra igrejas na Indonésia e pede fim da violência

Papa lamenta atentados contra igrejas na Indonésia e pede fim da violência

O papa Francisco lamentou os três ataques contra igrejas na cidade indonésia de Surabaya, que causaram pelo menos 11 mortos, e pediu que os “sentimentos de ódio e violência” se transformem em “reconciliação e fraternidade”.

Cidade do Vaticano, 13 mai (Lusa) — O papa Francisco lamentou hoje os três ataques contra igrejas na cidade indonésia de Surabaya, que causaram pelo menos 11 mortos, e pediu que os “sentimentos de ódio e violência” se transformem em “reconciliação e fraternidade”.


Francisco evocou o povo da Indonésia após a oração Regina Coeli, que substitui o Angelus no tempo pascal, a partir da janela do palácio apostólico do Vaticano.


“Elevo a minha oração pelas vítimas e suas famílias. Invoquemos juntos o Deus da paz para que faça com que acabem estas violentas ações e que no coração de todos encontrem espaço, não os sentimentos de ódio e violência, mas os de reconciliação e fraternidade”, disse o papa.


Pelo menos 11 pessoas morreram e 40 ficaram feridas em três atentados hoje de manhã a três igrejas cristãs, uma católica, outra protestante e uma terceira pentecostal, em Surabaya, a segunda maior cidade da Indonésia.


Os cristãos representam cerca de 9% da população da Indonésia, que atinge 260 milhões de habitantes, enquanto os muçulmanos são 88% do total.



PAL (EA) // VM

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Papa lamenta atentados contra igrejas na Indonésia e pede fim da violência

O papa Francisco lamentou os três ataques contra igrejas na cidade indonésia de Surabaya, que causaram pelo menos 11 mortos, e pediu que os “sentimentos de ódio e violência” se transformem em “reconciliação e fraternidade”.