Encontrado depósito de armas em França que seria usado para propaganda da ETA

Encontrado depósito de armas em França que seria usado para propaganda da ETA

As forças de segurança espanholas e francesas detiveram cinco pessoas e encontraram um depósito com armas, explosivos e material para fazer bombas que, segundo o Governo espanhol, fazia parte de “uma ação propagandística de entrega de armas”.

Madrid, 17 dez (Lusa) — As forças de segurança espanholas e francesas detiveram cinco pessoas e encontraram um depósito com armas, explosivos e material para fazer bombas que, segundo o Governo espanhol, fazia parte de “uma ação propagandística de entrega de armas”.


O depósito foi descoberto na sexta-feira na localidade francesa de Louhossoa, a 30 quilómetros a este de Bayona e próxima da fronteira com Espanha, numa casa que é propriedade de uma jornalista do portal basco-francês Mediabask, que foi presa juntamente com outros quatro homens.


A jornalista é Beatrice Molle e dois dos outros presos são Michel Berhocoirigoiny, ex-presidente da Câmara Agrícola Euskal Herriko Laborantza Ganbara, e Jean-Noël Etcheverri, do grupo ecologista Bizi, segundo informações avançadas hoje à agência de notícias espanhola EFE por responsáveis da luta antiterrorista.


Na sexta-feira, o portal Mediabask tinha publicado cartas da ETA, nas quais a organização terrorista aceitava a mediação destas três pessoas e atribuía “à sociedade civil a responsabilidade política pelo desarme”.


Segundo informações avançadas hoje pelo Ministério do Interior (MI) espanhol, o depósito descoberto na sexta-feira em França continha dezenas de armas, abundante quantidade de munições, explosivos e material para a confeção de artefactos e bombas.


Para o MI, a atuação das forças espanholas e francesas permitiram desativar “uma ação propagandística de entrega de armas”.


Os investigadores acreditam que o material agora apreendido “iria ser usado para uma encenação semelhante à realizada em fevereiro de 2014”, quando membros da ETA apresentaram uma “paupérrima amostra de armas”.


O MI recordou que, em outubro de 2011, a ETA anunciou que iria cessar definitivamente a sua atividade armada, mas “ainda não entregou um único cartuxo e todo o material (bélico) que perderam foi por ação das forças de segurança”.



SIM // JLG



Lusa/Fim


RELACIONADOS

Encontrado depósito de armas em França que seria usado para propaganda da ETA

As forças de segurança espanholas e francesas detiveram cinco pessoas e encontraram um depósito com armas, explosivos e material para fazer bombas que, segundo o Governo espanhol, fazia parte de “uma ação propagandística de entrega de armas”.