Dezasseis palestinianos mortos e 500 feridos em Gaza

Dezasseis palestinianos mortos e 500 feridos em Gaza

Dezasseis palestinianos morreram hoje e mais de 500 ficaram feridos devido a disparos de soldados israelitas junto à fronteira com Gaza, onde milhares de pessoas se manifestam.

Dezasseis palestinianos morreram hoje e mais de 500 ficaram feridos devido a disparos de soldados israelitas junto à fronteira com Gaza, onde milhares de pessoas se manifestam contra a transferência da embaixada dos Estados Unidos de Telavive para Jerusalém.

LEIA MAIS: Pelo menos 12 feridos em confrontos entre palestinianos e soldados israelitas

A informação foi prestada pelo ministério da Saúde palestiniano, atualizando um balanço inicial que dava conta de um morto e pelo menos 147 feridos durante os protestos contra a inauguração da embaixada, prevista para segunda-feira.

Com estas mortes elevam-se para 70 o número de palestinianos abatidos por soldados israelitas na faixa de Gaza desde o início das manifestações, a 30 de março.

O Exército israelita espera que dezenas de milhares de palestinianos participem nos protestos contra a transferência da embaixada dos Estados Unidos de Telavive para Jerusalém.

Em panfletos lançados por caças, o exército israelita avisa que “atuará contra qualquer tentativa de danificar a vedação de segurança ou atacar soldados ou civis israelitas”.

Na terça-feira, os palestinianos assinalam o ‘Nakba’ (desastre, em árabe), que designa o êxodo palestiniano em 1948, quando pelo menos 711.000 árabes palestinianos, segundo dados da ONU, fugiram ou foram expulsos das suas casas, antes e após a fundação do Estado israelita.

VEJA AINDA: UE insta autoridades de Israel e da Faixa de Gaza a evitar escalada de violência

 

 


RELACIONADOS

Dezasseis palestinianos mortos e 500 feridos em Gaza

Dezasseis palestinianos morreram hoje e mais de 500 ficaram feridos devido a disparos de soldados israelitas junto à fronteira com Gaza, onde milhares de pessoas se manifestam.