Impala

Dezasseis militares da GNR chegaram hoje à Grécia para missão da Frontex

Dezasseis militares da Unidade de Controlo Costeiro da GNR chegaram à ilha grega de Kos para render os elementos da corporação que participam na missão da agência europeia de controlo de fronteiras Frontex.

Lisboa, 30 dez (Lusa) — Dezasseis militares da Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da GNR chegaram hoje à ilha grega de Kos para render os elementos da corporação que participam na missão da agência europeia de controlo de fronteiras Frontex.


Esta missão da Frontex, denominada “Poseidon Sea — Coast Patrol Boat”, teve início a 01 de abril e está prevista para terminar em setembro de 2017, tendo já envolvido um total de 48 militares, que são rendidos trimestralmente, disse à agência o Lusa o major Paulo Gomes, da UCC.


Segundo Paulo Gomes, trata-se da quarta rendição de militares da Guarda Nacional Republica no âmbito desta missão da Frontex e os 16 militares iniciam funções na Grécia no domingo, além da corporação envolveram também uma lancha.


Esta missão da Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (Frontex) tem como principal objetivo prevenir, detetar e fazer cessar ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e tráfico de droga.


Num comunicado de balanço, a GNR refere que os militares da corporação participaram em cinco missões da Frontex este ano, nomeadamente nas ilhas gregas de Kos e Chios e na Bulgária.


No total, estiveram envolvidos 80 militares, duas embarcações e quatro viaturas, que resgataram 642 pessoas do mar, percorreram 10.422 milhas náuticas e 19.140 quilómetros.



CMP // CC


Lusa/fim


RELACIONADOS

Dezasseis militares da GNR chegaram hoje à Grécia para missão da Frontex

Dezasseis militares da Unidade de Controlo Costeiro da GNR chegaram à ilha grega de Kos para render os elementos da corporação que participam na missão da agência europeia de controlo de fronteiras Frontex.