A incrível recuperação de Bridger, o rapaz que foi mordido para salvar a irmã [imagens fortes]

Bridger Walker, de apenas seis anos, arriscou a própria vida para salvar irmã mais nova. O pequeno herói colocou-se entre o cão e a irmã, acabando por ser mordido várias vezes. Foi suturado com 90 pontos na cabeça e no rosto.

A incrível recuperação de Bridger, o rapaz que foi mordido para salvar a irmã [imagens fortes]

Bridger Walker, de apenas seis anos, arriscou a própria vida para salvar irmã mais nova. O pequeno herói colocou-se entre o cão e a irmã, acabando por ser mordido várias vezes. Foi suturado com 90 pontos na cabeça e no rosto.

Bridger Walker, de apenas seis anos, arriscou a própria vida para salvar a irmã mais nova. O pequeno grande herói colocou-se entre o cão e a irmã, sendo mordido várias vezes, acabando por ter de ser suturado com 90 pontos na cabeça e no rosto.

As cicatrizes estão a desaparecer rapidamente graças à ajuda de equipa de dermatologistas, que se juntou para ajudar Bridget, sem qualquer custo. Até agora, o rapaz fez três tratamentos a laser para reduzir a vermelhidão e o inchaço das marcas.

“De vez em quando, encontramos pacientes que fazem mais por nós do que nós podemos fazer por eles. Bridger inspirou-me numa altura em que estávamos rodeados de negatividade [pandemia]. Ele deu-me esperança e representa tudo o que é bom. É um enorme privilégio poder ajudar. Esta história é sobre o mundo da dermatologia unir-se para ajudar um menino que realmente um herói”, disse Dhaval Bhanusali, um dos dermatologistas responsáveis pela incrível recuperação.

Apesar das notáveis melhorias, Bridger explica que as cicatrizes não o incomodam, explicando que as vê como uma constante lembrança do amor que nutre pela irmã.

“O Dr. Bhanusali e eu tivemos a sorte de fazer parte da recuperação e sentimo-nos privilegiados por podermos usar a nossa experiência para ajudar as cicatrizes a sararem da melhor forma possível”, afirmou Maughan, outro dos médicos que estão a cuidar do menino.

Recorde-se que o horrível incidente teve lugar a 9 de julho de 2020. Ao verem o rosto do filho, os pais de Bridger duvidaram se o rapaz algum dia iria voltar a sorrir.

“Passámos de duvidar seriamente se ele algum dia voltaria a sorrir para as cicatrizes mal se notarem”. Os progenitores adiantaram ainda que o menino não ficou com qualquer sequela para além das marcas físicas. “Ele tem total sensação no rosto, não tem qualquer desvio facial e também não perdeu controlo muscular“.

LEIA MAIS
Namorados na adolescência reencontram-se e casam 70 anos depois

Impala Instagram


RELACIONADOS