Pelo menos 40 pessoas morreram em ataque químico em Douma
Impala

Pelo menos 40 pessoas morreram em ataque químico em Douma

Pelo menos 40 pessoas morreram num ataque químico contra a cidade de Douma, o último bastião rebelde nos arredores de Damasco, na Síria, anunciou uma organização não-governamental.

Pelo menos 40 pessoas morreram num ataque químico contra a cidade de Douma, o último bastião rebelde nos arredores de Damasco, na Síria, anunciou uma organização não-governamental (ONG).

LEIA MAIS: Pelo menos oito mortos civis em ‘raide’ à cidade de Douma

Segundo os Capacetes Brancos, ONG dedicada ao resgate de vítimas das zonas sob controlo dos rebeldes, pelo menos quarenta pessoas morreram, apresentando fotos das vítimas, entre elas várias crianças, e acrescenta que centenas de pessoas foram afetadas pelo ataque e denunciou a carência de estruturas médicas na cidade.

Por sua vez, outra ONG, o Observatório Sírio de Direitos Humanos assegurou que pelo menos 11 pessoas sofreram sintomas de asfixia, depois de um bombardeamento aéreo na periferia norte de Douma, nas proximidades do Cemitério Antigo.

A agência oficial síria, SANA, negou qualquer responsabilidade das forças sírias e assegurou que “as denúncias do uso de substâncias químicas em Douma são uma tentativa clara de impedir o progresso do exército”, que na sexta-feira iniciou uma ofensiva contra os rebeldes naquela zona.

 

VEJA AINDA: Rússia nega “veementemente” ataque químico do regime sírio em Douma


RELACIONADOS

Pelo menos 40 pessoas morreram em ataque químico em Douma

Pelo menos 40 pessoas morreram num ataque químico contra a cidade de Douma, o último bastião rebelde nos arredores de Damasco, na Síria, anunciou uma organização não-governamental.