Vieira da Silva acusa PSD de se atolar num lamaçal de contradições no caso da TSU

Vieira da Silva acusa PSD de se atolar num lamaçal de contradições no caso da TSU

O ministro do Trabalho, Vieira da Silva, acusou o PSD de ser contra a descida da Taxa Social Única (TSU) por necessidade de momento da sua liderança e de assim “atolar-se num lamaçal” de contradições insanáveis.


Lisboa, 25 jan (Lusa) – O ministro do Trabalho, Vieira da Silva, acusou hoje o PSD de ser contra a descida da Taxa Social Única (TSU) por necessidade de momento da sua liderança e de assim “atolar-se num lamaçal” de contradições insanáveis.


Vieira da Silva falava a meio do debate referente aos pedidos de apreciação parlamentar do Bloco de Esquerda e do PCP para a revogação do decreto do Governo que baixa a TSU dos empregadores em 1,25 pontos percentuais aos empregadores, como compensação do aumento do salário mínimo nacional em 2017 para 557 euros.


O membro do Governo fez uma intervenção sobretudo dirigida à atuação dos sociais-democratas, considerando que ao prepararem-se para votar ao lado do PCP, Bloco de Esquerda e PEV sobre a descida da TSU estão a “atacar a concertação social e a prejudicar dezenas de milhares de empresas e instituições de solidariedade social”.



PMF // VAM


By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Vieira da Silva acusa PSD de se atolar num lamaçal de contradições no caso da TSU

O ministro do Trabalho, Vieira da Silva, acusou o PSD de ser contra a descida da Taxa Social Única (TSU) por necessidade de momento da sua liderança e de assim “atolar-se num lamaçal” de contradições insanáveis.