Trump chama
Impala

Trump chama “Animal” ao Presidente Bashar al-Assad devido a alegado ataque químico

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apelidou de “Animal” o seu homólogo sírio, Bashar al-Assad, devido ao alegado ataque com armas químicas em Douma, considerando que Damasco terá de “pagar um preço alto”.

Washington, 08 abr (Lusa) – O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apelidou hoje de “Animal” o seu homólogo sírio, Bashar al-Assad, devido ao alegado ataque com armas químicas em Douma, considerando que Damasco terá de “pagar um preço alto”.


“Numerosos mortos, entre os quais mulheres e crianças, num estúpido ataque QUÍMICO na Síria”, afirmou Trump a propósito de um bombardeamento aéreo, alegadamente do regime sírio, contra a aldeia rebelde de Douma.


“A zona das atrocidades está confinada e cercada pelo exército sírio, tornando-a completamente inacessível ao resto do mundo. O Presidente Putin, a Rússia e o Irão são responsáveis pelo seu apoio ao Animal Assad. É preciso pagar um preço alto”, sublinhou o Presidente norte-americano, sem precisar quem tem de pagar o preço e que preço será esse.


A 07 de abril de 2017, Donald Trump ordenou um ataque aéreo – com mísseis tomahawk – contra uma base aérea síria que, segundo Washington, albergava armas químicas. Esta instalação síria tinha servido de base para um ataque com armas químicas poucos dias antes, contra a localidade rebelde de Khan Cheikhoun.


“É preciso abrir imediatamente a área para ajuda médica e inspeções”, exigiu ainda o chefe de Estado americano.


Trump também criticou o seu antecessor, o democrata Barack Obama, por não ter posto em prática o plano, de 2013, de atacar Bashar al-Assad se este usasse armas químicas.


Caso isto tivesse sido feito, afirmou Trump, “o desastre sírio estaria terminado há muito tempo”.


“O Animal Assad já seria história” antiga, sublinhou.



NVI // JPS

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Trump chama “Animal” ao Presidente Bashar al-Assad devido a alegado ataque químico

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apelidou de “Animal” o seu homólogo sírio, Bashar al-Assad, devido ao alegado ataque com armas químicas em Douma, considerando que Damasco terá de “pagar um preço alto”.