Impala

Supremo Tribunal do Brasil valida denúncias de executivos da Odebrecht envolvidos na Lava Jato

A presidente do Supremo Tribunal Federal do Brasil, juíza Carmen Lúcia, validou as delações premiadas (colaboração em troca da redução da pena) de 77 executivos da construtora Odebrecht alegadamente envolvidos nos escândalos de corrupção na Petrobras.

São Paulo, Brasil, 30 jan (Lusa) – A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil, juíza Carmen Lúcia, validou hoje as delações premiadas (colaboração em troca da redução da pena) de 77 executivos da construtora Odebrecht alegadamente envolvidos nos escândalos de corrupção na Petrobras.


A decisão dá andamento a operação Lava Jato, que estavam sob risco de sofrer atraso depois que o juiz Teori Zavascki, antigo relator do processo no STF, morreu num acidente de avião no dia 19 de janeiro.


O sigilo das denúncias foi mantido pela presidente do tribunal, mas informações relatadas pelos executivos da construtora brasileira poderão ser usadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) para pedir abertura de novas investigações ou autorizar mandados de busca e apreensão, no âmbito dos casos de corrupção na Petrobras.


Apesar de estarem sob sigilo, o conteúdo do depoimento do ex-diretor de Relações Institucionais da construtora, Claudio Melo Filho, abalou a imagem do Governo brasileiro porque foi divulgado na imprensa.


Este delator citou recursos repassados ilegalmente ao Presidente do Brasil, Michel Temer, ministros de Governo e membros da oposição como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Todos os políticos citados na delação de Claudio Melo Filho negaram que tenham cometido qualquer irregularidade.


Agora que as informações delatadas pelos membros da construtora foram validadas, Carmen Lúcia precisa definir que juiz será o novo relator dos processos da Lava Jato no STF.


Os processos da Lava Jato têm mobilizado o Brasil desde 2014 e já revelaram a existência de um grande esquema de corrupção que envolveu ex-funcionários da Petrobras, políticos, lobistas e empresários.



CYR // VM

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Supremo Tribunal do Brasil valida denúncias de executivos da Odebrecht envolvidos na Lava Jato

A presidente do Supremo Tribunal Federal do Brasil, juíza Carmen Lúcia, validou as delações premiadas (colaboração em troca da redução da pena) de 77 executivos da construtora Odebrecht alegadamente envolvidos nos escândalos de corrupção na Petrobras.