Impala

Rússia vai expulsar 35 diplomatas norte-americanos em resposta a sanções dos EUA

A Rússia vai expulsar 35 diplomatas norte-americanos em resposta às sanções decididas pelos Estados Unidos que a acusa de ingerência nas eleições presidenciais norte-americanas, anunciou o chefe da diplomacia, Serguei Lavrov.

Moscovo, 30 dez (Lusa) — A Rússia vai expulsar 35 diplomatas norte-americanos em resposta às sanções decididas pelos Estados Unidos que a acusa de ingerência nas eleições presidenciais norte-americanas, anunciou hoje o chefe da diplomacia, Serguei Lavrov.


“O Ministério dos Negócios Estrangeiros (…) propôs ao presidente russo declarar ‘persona non grata’ 31 diplomatas da embaixada dos Estados Unidos em Moscovo e quatro diplomatas do consulado geral norte-americano em São Petersburgo (noroeste)”, indicou Lavrov numa declaração transmitida pela televisão.


Foi igualmente proposta a interdição aos diplomatas norte-americanos de utilização de uma casa de campo nos arredores de Moscovo e de um edifício que servia de depósito na capital russa.


“A reciprocidade é a regra da diplomacia nas relações internacionais”, afirmou Lavrov.


As medidas contra a Rússia anunciadas na quinta-feira pelo presidente norte-americano, Barack Obama, incluem a expulsão de 35 agentes dos serviços de informações e o encerramento de duas delegações russas, em Nova Iorque e no Estado do Maryland, perto de Washington, consideradas como bases utilizadas por agentes secretos russos.


Lavrov disse esperar que o presidente Vladimir Putin aprove as propostas rapidamente, sublinhando: “Não podemos, evidentemente, deixar tais ataques (norte-americanos) sem resposta”.



PAL // APN


Lusa/fim


RELACIONADOS

Rússia vai expulsar 35 diplomatas norte-americanos em resposta a sanções dos EUA

A Rússia vai expulsar 35 diplomatas norte-americanos em resposta às sanções decididas pelos Estados Unidos que a acusa de ingerência nas eleições presidenciais norte-americanas, anunciou o chefe da diplomacia, Serguei Lavrov.