Impala

Remessas dos emigrantes caem 13,5% em outubro para 229,5 milhões

As remessas dos trabalhadores portugueses no estrangeiro desceram 13,5% em outubro face ao mesmo mês do ano passado, para 229,5 milhões de euros, enquanto os imigrantes enviaram 46 milhões, menos 2,6% sobre outubro de 2015.

Lisboa, 21 dez (Lusa) – As remessas dos trabalhadores portugueses no estrangeiro desceram 13,5% em outubro face ao mesmo mês do ano passado, para 229,5 milhões de euros, enquanto os imigrantes enviaram 46 milhões, menos 2,6% sobre outubro de 2015.


De acordo com os dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal no boletim estatístico, os trabalhadores portugueses no estrangeiro enviaram para Portugal em outubro 229,5 milhões de euros, o que representa uma descida de 13,5% face aos 265,4 milhões que tinham sido remetidos para Portugal em outubro do ano passado.


Em sentido inverso, isto é, as verbas enviadas pelos imigrantes em Portugal para os seus países de origem, existe uma descida de 2,6%, que resulta da variação entre os 46 milhões enviados em outubro deste ano e os 47,2 milhões enviados em outubro do ano passado.


Os trabalhadores portugueses nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) enviaram para Portugal 20,7 milhões de euros em outubro, o que representa um aumento de 4,4% face aos 19,9 milhões enviados em outubro do ano passado.


Já os africanos lusófonos a trabalhar em Portugal enviaram para os seus países 3,3 milhões de euros, o que revela uma descida de 25,5% face aos 4,5 milhões enviados no período homólogo do ano passado.


Em Angola, o único país lusófono para o qual há dados específicos, as remessas dos portugueses subiram 5,1%, de 18,9 para 19,9 milhões de euros, enquanto os angolanos a trabalhar em Portugal enviaram para o seu país 1,04 milhões, o que revela uma significativa quebra de 30,7% face aos 1,5 milhões enviados em outubro do ano passado.



MBA // VM


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Remessas dos emigrantes caem 13,5% em outubro para 229,5 milhões

As remessas dos trabalhadores portugueses no estrangeiro desceram 13,5% em outubro face ao mesmo mês do ano passado, para 229,5 milhões de euros, enquanto os imigrantes enviaram 46 milhões, menos 2,6% sobre outubro de 2015.