Impala

Regras europeias devem mudar mas até lá Portugal tem de as cumprir — António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, reconheceu que há regras europeias que devem ser “ajustadas” e “mudadas”, nomeadamente no plano da dívida, mas reconheceu que enquanto tal não suceder Portugal tem de as cumprir.

Lisboa, 05 dez (Lusa) – O primeiro-ministro, António Costa, reconheceu hoje que há regras europeias que devem ser “ajustadas” e “mudadas”, nomeadamente no plano da dívida, mas reconheceu que enquanto tal não suceder Portugal tem de as cumprir.


Em entrevista à RTP, hoje à noite, o chefe do Governo reconheceu que, no conjunto da União Europeia (UE) devem ser “ajustadas” várias regras, sendo necessário dar “prioridade à convergência económica”, permitir o “recuperar do empobrecimento” e da “estagnação prolongada” existente desde o arranque do euro e “também, necessariamente,” lidar com o problema do “elevado nível de endividamento que assimetricamente se foi desenvolvendo no conjunto da UE”.


“As regras devem ser mudadas. Mas enquanto não forem mudadas, devemos cumprir as regras. É assim que devemos ter uma participação ativa no quadro da UE”, comentou António Costa, que reconheceu neste ponto – a Europa – haver uma posição diferente entre o Governo e o PS daquela que defendem os outros partidos à esquerda, nomeadamente PCP e Bloco de Esquerda (BE).



PPF // SMA


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Regras europeias devem mudar mas até lá Portugal tem de as cumprir — António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, reconheceu que há regras europeias que devem ser “ajustadas” e “mudadas”, nomeadamente no plano da dívida, mas reconheceu que enquanto tal não suceder Portugal tem de as cumprir.